livros

Viagem Ao Centro da Terra, Jules Verne

“Como sempre, os fatos desmentem as teorias”

Sinopse: Um enigmático pergaminho cai nas mãos do professor Lidenbrock, que pede ajuda ao sobrinho Axel para ajudar a desvendá-lo. Uma a uma, as letras rúnicas são decifradas. A mensagem faz com que o professor decida partir de Hamburgo, na companhia de Axel, em uma arriscada expedição rumo à Islândia, em busca do centro da Terra. Uma viagem fantástica estava para começar, e ninguém poderia dizer de que maneira ela terminaria.

Fonte: https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/teen/literatura/ficcao-cientifica/viagem-ao-centro-da-terra-30215174?layoutVersion=2017&home=A

Viagem Ao Centro da Terra nem precisa de muitas apresentações, mas o clássico de Jules Verne foi publicado em 1864, e já foi adaptado incontáveis vezes.

O livro é narrado em primeira pessoa por Axel, um dos exploradores que vão ao centro da terra. Junto com Axel estão seu tio, o professor Linderbrock e Hans, um ajudante.

Sempre que eu começo a ler um livro antigo, eu tenho a sensação de que vai ser uma leitura difícil, tanto por ser possivelmente mais parado do que um livro escrito atualmente, quanto por talvez ter um vocabulário mais complexo do que o que eu estou acostumada. Não foi o caso. A leitura foi bem tranqüila, e o vocabulário não era difícil, algumas palavras e expressões eram mais técnicas, mas a edição da Zahar, que foi a que eu li tem explicações bem claras sobre isso.

Mas eu achei o livro, sim um pouco parado, entre o momento em que eles resolvem fazer a expedição e em que eles começam a viagem, pouca coisa acontece e a história é meio arrastada. As coisas ficam mais interessantes quando eles chegam ao centro da terra e nós começamos a ver como são as coisas por lá.

Para mim, a parte mais interessante do livro foi conhecer o centro da terra e ver como o autor concebeu aquilo. Eu gostei das descrições das paisagens e da flora local, mas gostei especialmente da parte em que conhecemos a fauna local. Só achei que isso podia ter sido mais explorado, já que o leitor espera tanto tempo para chegar a esse ponto, o que não é exatamente ruim, por que mantém o suspense e automaticamente, o leitor pendurado.

Como acontece com a maioria dos clássicos quando lidos hoje em dia, você fica com aquela sensação de que não está lendo algo muito original, mas é exatamente o contrario, provavelmente você já leu outras coisas que se inspiraram naquele livro. Isso acontece aqui também, porque imagino que muitas das cenas que aparecem em Viagem ao Centro da Terra já foram re – imaginadas e rescritas de milhares de maneiras diferentes.

Diferente do que eu imaginei, a leitura do livro foi bem fácil e bem rápida e o livro é relativamente curto.

A Viagem ao Centro da terra merece ser lido, não só por ser um clássico, mas também por ter servido de inspiração para milhares de livros e filmes e principalmente, pela criatividade de Jules Verne, que criou toda uma ambientação para esse lugar que provavelmente ninguém nunca vai conhecer.

 

Capa dura: 240 páginas

Editora: Zahar; Edição: 1ª (14 de abril de 2016)

Idioma: Português

ISBN-10: 8537815519

ISBN-13: 978-8537815519

Dimensões do produto: 23,4 x 16,4 x 1,8 cm

Peso de envio: 499 g

Fonte: https://www.amazon.com.br/Viagem-Centro-Terra-Jules-Verne/dp/8537815519

Créditos da imagem: https://www.skoob.com.br/viagem-ao-centro-da-terra-912ed573270.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s