Adaptações

Filme: Extraordinário, 2017

Sinopse: Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisa lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.

Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-232132/

 

Extraordinário que estreou, na última quinta feira conta a história de Auggie, um menino de 10 anos, que tem uma deformidade facial. Ele sempre estudou em casa, mas quando somos introduzidos na história, Auggie esta prestes a começar a ir para a escola e ele está naturalmente, apavorado.

O filme é baseado no livro de R.J. Palácio, que foi um fenômeno no mundo todo, no ano de seu lançamento.

A premissa do filme já grita “emocionante”, então eu fui preparada para chorar, claro que isso aconteceu. O filme não tem só um clímax emocionante, ele tem vários pequenos momentos feitos para deixar o telespectador com os olhos cheios de lagrimas. Isso não é ruim, muito pelo contrario e na verdade, só acontece porque você se apega aos personagens.

Isso é uma coisa muito legal do filme, que também aparece no livro: o protagonista é o Auggie e nós começamos o filme vendo a história do ponto de vista dele, mas depois nós somos apresentados ao ponto de vista de Via, a irmã mais velha de Auggie, que entende que o irmão precisa de mais atenção, mas que também sente falta dos pais, de Jack Will, o menino que, sendo bolsista é encarregado pelo diretor da escola não só de apresentar a escola para Auggie, como também de fazer amizade com ele, de Miranda, a melhor amiga de Via (e que sempre considerou Auggie como seu irmão), que voltou do verão um tanto mudada e até de Julian, o menino que faz bullying com Auggie na escola. Lendo assim pode fazer parecer que isso torna o filme cansativo, mas não é o caso, porque cada ponto de vista explica uma situação que soa diferente para cada pessoa e é dessa maneira que o filme manda a sua mensagem mais importante: todo mundo está lutando a sua própria batalha.

Imagem relacionada

É importante que a gente se coloque no lugar de Auggie, um menino que sempre se sentiu diferente, que sempre encarou olhares e que agora tem que enfrentar uma situação que não é fácil para nenhuma criança, mas também é importante que a gente se coloque no lugar de Julian, um menino que não recebe nenhuma atenção dos pais super ocupados e atarefados e que só escuta declarações repletas de preconceito por parte deles.

Auggie é uma ótima escolha de protagonista, porque é impossível não gostar dele. E uma das coisas mais interessantes é que ele não sente pena dele mesmo, ele fala sobre a deformidade, as cirurgias e sobre os preconceitos que sofre diariamente de forma aberta, ele também não reclama da vida, ele aceita que ele é assim e que ele tem que trabalhar com o que ele tem. Jacob Tremblay (de O Quarto) está ótimo no papel de Auggie, ele praticamente carrega o filme nas costas, ainda mais levando em conta que ele atuou o filme inteiro com uma mascara sobre o rosto, então, não vemos suas expressões de maneira completa. O resto do elenco também funciona bem, Owen Wilson parece melhor nesse filme do que nos filmes de comédia que faz normalmente.

E da mesma maneira que Auggie é muito fácil de gostar, também são os outros personagens, especialmente depois que nós nos colocamos no lugar de cada um deles, porque ai, suas ações e atitudes se tornam compreensíveis.

Resultado de imagem para extraordinario filme

O filme é extramente fiel ao livro, para mim, a única diferença que saltou aos olhos foi que o filme não mostra o ponto de vista de todos os personagens que o livro mostra, mas acredito que foi feito um corte para que o filme não ficasse cansativo e para que fosse mais focado em Auggie.

Outra coisa que me agradou, mas que também já é uma característica do livro é que embora a história seja extramente emocionante, ela também fala de vários temas importantes, mas de maneira leve, o filme é tão divertido, quanto emocionante, deixando o público alvo bem abrangente. Ele funciona com adultos que vão entender e se emocionar com a história de maneira completa, funciona para os adolescentes, que estão passando por muitas das situações que os personagens passam no livro e funciona para as crianças, que podem assistir um filme com ensinamentos, sem que se torne maçante.

Uma ótima pedida para todas as idades, emocionante e divertido, é um filme que não deixa nada a dever ao livro, embora eu recomende que você leia o livro também.

 

Data de lançamento: 7 de dezembro de 2017(1h 51min)

Direção: Stephen Chbosky

Elenco: Jacob Tremblay, Owen Wilson, Izabela Vidovic

Gêneros: Drama, Família

Nacionalidade: EUA

Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-232132/

Créditos das imagens: http://cinepop.com.br/extraordinario-drama-ganha-emocionante-trailer-legendado-e-cartaz-nacional-146634

http://www.jornaldaparaiba.com.br/cultura/extraordinario-chega-aos-cinemas-da-paraiba-nesta-quinta-feira.html

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-232132/fotos/

 

2 comentários em “Filme: Extraordinário, 2017”

  1. Eu chorei muito com a história é adorável filme. Amo muito os filmes baseados em livros, este é umo muito lindo, por isso quando soube que estrearia 7 Minutos Depois da Meia Noite soube que devia vê-la, é umo dos melhores filmes para chorar, soube que devia vê-la, considero que outro fator que fez deste um grande filme foi a atuação do Lewis MacDougall, seu talento é impressionante.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s