livros

O Cão da Morte, Agatha Christie

“- Há certas forças elementares primitivas, Raoul…a maioria delas foi destruída pela civilização, mas a maternidade continua a ocupar o mesmo lugar. Animais, seres humanos, são todos iguais com relação a isso. Não há nada no mundo como aquilo que uma mãe sente por um filho. Está além da lei, da piedade. É uma força capaz de qualquer coisa, de destruir sem remorsos tudo que estiver em seu caminho”- A Última Sessão

Sinopse: O que acontece quando a Rainha do Crime envereda pelo universo do sobrenatural? Nos doze contos que compõem o livro, o “quem matou” dá lugar à inexplicável e macabra presença da morte. No eixo central de cada enredo estão estranhos fenômenos, como uma marca de pólvora em formato de cão, além de elementos clássicos nas histórias de contato com o outro mundo, desde casas mal-assombradas até pesadelos que se tornam reais. O cão da morte marca a publicação de “Testemunha da acusação”, famosa história de tribunal que depois daria origem a uma peça – da própria autora – e a um filme, estrelado pela diva Marlene Dietrich.

Fonte: http://www.lpm.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=725462&ID=829444

 

O Cão da Morte é uma coletânea de contos da Agatha Christie, publicado e, 1932, na Grã- Bretanha, ele é composto de 12 contos, que tem em comum apenas o fato de tratarem de assuntos sobrenaturais.

Inclusive acho que isso é o ponto mais interessante do livro, já que mesmo com uma obra vasta, todos os mistérios de Agatha Christie tem soluções completamente racionais.

De uma maneira geral, os contos são bem escritos e interessantes, o conteúdo não é aquele terror abominável, que vai te deixar acordado a noite, mas são histórias bem pensadas. Além do sobrenatural, muitos dos contos falam sobre loucura e alucinações, então é sempre possível ter duas interpretações das histórias e talvez tenha sido essa a idéia da autora.

Eu gostei especialmente do conto O Receptor de Radio, que fala sobre a morte de uma maneira quase delicada e bonita e do conto Testemunha de Acusação, que não tem elementos sobrenaturais e se aproxima muito dos outros trabalhos de Agatha, o desenvolvimento e a conclusão do conto são geniais. Esse conto posteriormente foi transformado em filme, estrelado por Marlene Dietrich.

Naturalmente que alguns contos não são tão empolgantes, como A Última Sessão, que narra literalmente a última sessão de uma médium que vai se casar e portanto, abandonar seu dom.

Claro que o livro tem alguns conceitos ultrapassados, como a idéia de abandonar sua profissão por um casamento, mas deve ser lido com o distanciamento do tempo.

Como todos os livros de Agatha Christie, O Cão da Morte tem uma leitura bem fácil, a autora não usa de palavras difíceis e as suas obras funcionam muito bem como entretenimento e como se trata de um suspense, é natural que o leitor queira ler logo para saber da resolução.

O Cão da Morte é um livro que embora trate de temas pesados, faz isso de maneira bem leve e é uma leitura interessante para se ter entre leituras mais densas.

 

 

Livro de bolso: 256 páginas

Editora: L&PM (26 de abril de 2012)

Idioma: Português

ISBN-10: 8525426318

ISBN-13: 978-8525426314

Dimensões do produto: 17,6 x 10,6 x 1,4 cm

Peso de envio: 222 g

Fonte: https://www.amazon.com.br/C%C3%A3o-Morte-Pocket-Agatha-Christie/dp/8525426318

Créditos da Imagem: https://www.skoob.com.br/o-cao-da-morte-71211ed78534.html

 

2 comentários em “O Cão da Morte, Agatha Christie”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s