Especial Stephen King, livros

Especial Stephen King: A Metade Negra, 1989

Sinopse: Thad Beaumont tem um pseudônimo literário: George Stark. E este é também seu lado negro, um autor de violentos livros criminais. Decidido a se livrar de seu alter ego, Thad vê com horror a aparição, em carne e osso, de George Stark… sedento de vingança.

Beaumont gostaria de dizer que ele é inocente. Ele gostaria de dizer que ele não tem nada a ver com a série de assassinatos monstruosos que continuam chegando mais perto de sua casa. Mas como Thad pode renegar a última encarnação do demônio que, com o nome que ele deu, assina seus crimes deixando as digitais ensanguentadas do Thad?

Fonte: https://www.skoob.com.br/a-metade-negra-4623ed5698.html

 

Thad Beaumont é um escritor bem sucedido, casado e pai de um casal de gêmeos. Thad também tem um pseudônimo, que ele usa para escrever livros mais violentos, mas que agora ele resolveu extinguir.

Para isso, ele realiza inclusive, um funeral para George Stark, o pseudônimo, mas o que Thad não esperava é que logo depois, Stark aparece, dessa vez em carne osso, querendo se vingar de seu “criador”.

A Metade Negra é um livro do King que é bem pouco conhecido aqui no Brasil, eu desconfio que isso aconteça porque faz tempo que ele não é reeditado por aqui, o que é uma pena, já que o livro tem muitos pontos interessantes.

a-metade-negra01

Thad é mais um dos personagens de King que é um escritor e naturalmente, ele escreve livros de terror. É impossível não juntar A+B, ainda mais sabendo que King escreveu A Metade Negra depois que a imprensa descobriu Richard Bachman, o seu próprio pseudônimo.

O pseudônimo de King, assim como o de Thad também é responsável por publicar seus livros mais pesados e mais sanguinários (como Desespero e A Maldição do Cigano). Então, A Metade Negra de certa maneira, pode ser interpretado como uma maneira do próprio King enterrar o seu pseudônimo recentemente descoberto (embora ele tenha continuado escrevendo como Bachman até 2007…até agora).

O livro também trabalha com a ideia de Doppelgänger, que séria uma pessoa exatamente igual a você, inclusive com as mesmas impressões digitais. No caso de Thad, o seu Doppelgänger também é extremamente cruel.

a-metade-negra02

Se a gente trouxer a ideia do Doppelgänger para algo mais realista, essa criatura poderia ser interpretada como um irmão gêmeo e nesse aspecto, King foi muito cuidadoso com o seu trabalho, já que ele deixa pistas sobre isso no livro inteiro. Thad, que possuiu esse duplo maligno, também é pai de gêmeos e em certo momento do livro, comenta que sua esposa sofreu um aborto espontâneo antes do nascimento dos bebês, e que esses também eram gêmeos, ou seja, a existência de Stark teria até uma explicação cientifica, os genes dos gêmeos já estariam na família de Thad.

Mas mais interessante do que as explicações cientificas, são as possibilidades do que o autor estava pensando na época que escreveu o livro. Tecnicamente falando, Stark não existe, ele é um pseudônimo de Thad e portanto, foi criado pelo segundo e deveria existir apenas dentro da sua cabeça, mas a partir do momento que Thad resolve acabar com Stark, ele ganha um corpo e aparece.

Nessa caso, a criação de Thad é capaz de destruí-lo, quase como se a imaginação, que é o principal artefato do escritor, também fosse capaz de destruí-lo. É uma ideia interessante vinda de um escritor.

a-metade-negra03

A dinâmica de O Medico e o Monstro, aonde o protagonista e vitima também é o vilão e o algoz, permeia o livro todo, deixando claro que embora Thad seja um bom pai e um bom marido, ele também tem um lado que é como Stark.

Mais do que isso, talvez os seus livros cheios de morte e sangue sejam uma forma de ele colocar para fora todo o seu lado violento e a partir do momento, que ele não o faz, matando seu pseudônimo, essa energia precise ser jogada para fora de outra maneira.

A Metade Negra começa como um livro de terror, aonde o protagonista tenta desesperadamente fugir de um antagonista que é seu gêmeo idêntico, mas acaba falando muito mais do próprio Thad, quanto da violência de Stark esteve reprimida em Thad por todos esses anos?

a-metade-negra04

A questão que permeia A Metade Negra é o quanto de Thad existe em Stark e mais importante ainda, o quanto de Stark existe em Thad?

Também é por isso que Thad é a única pessoa que pode derrotar Stark, porque os dois pensam iguais, embora se portem de maneira completamente diferentes.

a-metade-negra05

A Metade Negra foi adaptado para o cinema em 1993, por ninguém menos que George A. Romero, e tem no elenco Timothy Hutton (no papel de Thad/Stark), Michael Rooker e Julie Harris. Assim como o livro, o filme também não é muito conhecido por aqui, mas é relativamente fiel.

Embora não esteja na lista de trabalhos mais expressivos do King, A Metade Negra é um terror interessante e pesado, que reserva um tempo para falar de psicologia e de como reprimimos nossos desejos mais primais.

Crédito das imagens:

http://veehd.com/video/2629439_THE-DARK-HALF-1993-From-Stephen-King-And-Directed-By-George-A-Romero

 

https://www.pophorror.com/stark-contrast-look-inside-dark-half-1993/the-dark-half-1993-stephen-kings-sta/

 

https://www.yify-torrent.org/movie/35014/download-the-dark-half-1993-1080p-mp4-yify-torrent.html

 

http://horror101withdrac.blogspot.com/2014/12/the-dark-half-1993-blu-ray-review.html

 

https://www.skoob.com.br/a-metade-negra-4623ed5698.html

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s