livros

Solaris, Stanisław Lem

“Mas eu não tinha casa. A terra? Eu pensava sobre suas enormes cidades populosas e barulhentas, nas quais vou me perder, vou sumir quase do mesmo jeito quase como se levasse a cabo aquilo que quis fazer naquela segunda ou terceira noite- na escuridão, jogar-me no oceano que ondeava fortemente. Vou me afogar em pessoas. Falarei pouco e serei cuidadoso e, por isso, serei um camarada valoroso; terei muitos conhecidos, até amigos, também mulheres, e talvez até uma única mulher. Durante algum tempo terei que me forçar para sorrir, cumprimentar, levantar-me, executar milhares de atividades banais, das quais se constitui a vida terrestre, até que eu pare de senti-las. Acharei novos interesses, novas tarefas, mas não me entregarei a elas por inteiro. A nada nem a ninguém, nunca mais.”

Sinopse: Quando o psicólogo Kris Kelvin chega em Solaris para estudar o oceano vivo – e possivelmente inteligente – que cobre a superfície do planeta, ele encontra colegas de trabalho hostis e amedrontados. Logo Kelvin descobre que esses respeitados cientistas estão sendo perturbados por estranhas aparições, que também começam a afetar sua própria percepção. O que ele vê são suas memórias mais obscuras e reprimidas, materializadas por obra de alguma misteriosa força atuante no planeta. Publicado pela primeira vez em 1961, este clássico da ficção científica, aqui traduzido diretamente do polonês, ganhou três adaptações cinematográficas, sendo que a versão dirigida por Andrei Tarkovsky em 1972, recebeu o Grand Prix no Festival de Cannes.

Fonte: https://www.amazon.com.br/Solaris-Stanislaw-Lem/dp/8576573326/ref=pd_lpo_sbs_14_t_0?_encoding=UTF8&psc=1&refRID=5H44YB854YY3N2TGSRKN

 

Kris Kelvin chega ao planeta Solaris para estudar o oceano do planeta, mas ele não é muito bem recebido pelos seus colegas, que parecem hostis e assustados. Logo ele descobre que o motivo de tanto medo por parte de seus colegas é que eles estão sendo assombrados por visões, que os relembram de suas memórias obscuras e reprimidas. Não demora muito para que o próprio Kelvin comece a ter os mesmos sintomas dos colegas.

Solaris é classificado como um livro de ficção cientifica, mas tem muitos aspectos de terror nele, afinal, lá está Kelvin preso em um planeta que não é o seu, aonde ele é hostilizado e aonde ele é obrigado a encarar suas piores lembranças.

O livro pode ser divido entre o que de fato acontece, ou seja, Kelvin chegando em Solaris e conhecendo seus colegas e o que faz parte das memórias reprimidas do protagonista.

46370033_570502666733084_4603172714641883136_n

O que acontece no livro é que não fica muito claro o que é uma coisa e o que é outra, o leitor sabe que Kelvin chegou em Solaris, mas depois disso não fica tão claro o que de fato acontece e o que está na cabeça de Kelvin e isso torna o livro mais interessante ainda, já que estamos literalmente dentro da história com o protagonista.

É muito inteligente da parte do autor deixar o autor tão perdido quanto Kelvin, uma vez que ele mesmo não sabe o que é realidade e o que não é.

Isso pode cansar algumas pessoas, mas se a pessoa em questão persistir na leitura, Solaris se mostra um livro extremamente interessante.

solaris01

Kelvin é uma personagem do qual não sabemos muita coisa, o autor apenas nos diz que ele é um cientista, que vai a Solaris estudar, ficamos sabendo mais da sua vida pessoal, de seus problemas e de suas inseguranças depois que ele passa a ter as alucinações, então, as memórias reprimidas são responsáveis por contar ao leitor quem é na verdade, o protagonista.

Se Solaris é capaz de liberar o que está reprimido nos personagens, o que vemos durante as alucinações, muitas vezes, são coisas que nem os próprios personagens sabem ou se lembram sobre si mesmo. O leitor sai de Solaris conhecendo muito mais a personalidade de Kelvin do que o próprio Kelvin.

solaris02

O livro é da Aleph e como sempre tem um acabamento incrível, a capa é dura, e as cores que predominam são o amarelo e o preto, o corte das folhas é todo em amarelo, e as primeiras folhas do livro são pretas, com detalhes em amarelos. Solaris é mais um trabalho extremamente bem feito da Aleph.

Solaris é uma ficção cientifica, que assusta e que deixa o leitor preso do começo até o fim.

 

Capa dura: 320 páginas

Editora: Aleph; Edição: 1 (28 de abril de 2017)

Idioma: Português

ISBN-10: 8576573326

ISBN-13: 978-8576573326

Dimensões do produto: 21,2 x 13,8 x 2,4 cm

Peso de envio: 499 g

Fonte: https://www.amazon.com.br/Solaris-Stanislaw-Lem/dp/8576573326/ref=pd_lpo_sbs_14_t_0?_encoding=UTF8&psc=1&refRID=5H44YB854YY3N2TGSRKN

Fotos: Fernanda Cavalcanti

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s