Adaptações

Filme: O Beijo no Asfalto, 2018

Sinopse: Baseado na peça homônima escrita por Nelson Rodrigues. Ao presenciar um atropelamento, Arandir, um bancário recém-casado, tenta socorrer a vítima, mas o homem, quase morto, só tem tempo de realizar um último pedido: um beijo. Arandir beija o homem, mas seu ato é flagrado por seu sogro Aprígio e fotografado por Amado Ribeiro, um repórter policial sensacionalista.

Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-244105/

Um homem é atropelado em pleno Rio de Janeiro, Arandir (Lázaro Ramos) rapidamente o consola e lhe dá um beijo na boca. O sogro de Arandir, Aprígio (Stênio Garcia), que presencia a cena logo conta para a esposa de Arandir, Selminha (Débora Falabella), ao mesmo tempo que Amado (Otávio Muller) não só escreve sobre o ocorrido, mas também repasse a informação para o delegado Cunha (Augusto Madeira), transformando o acontecimento em uma enorme bola de neve.

O Beijo no Asfalto é a segunda adaptação do texto de Nelson Rodrigues para o cinema (a outra versão é de 1980) e marca a estreia de Murilo Benicio como diretor.

O Beijo no Asfalto é inspirado na peça de Nelson Rodrigues, um dos maiores dramaturgos do Brasil, a escolha de adaptar uma obra de Nelson vem do próprio Murilo, que sente que o autor não é tão conhecido como deveria. O texto original é marcado pela teatralidade característica das obras do autor e o diferencial desse filme para a outra versão de O Beijo no Asfalto, ou para qualquer adaptação de Nelson Rodrigues é que esse filme não tenta transpor tudo para a linguagem cinematográfica, muito pelo contrário, ele usa disso.

o-beijo-no-asfalto-lazaro-ramos

O longa se divide entre cenas que mostram a ação da peça acontecendo e cenas que mostram os atores lendo e estudando o texto, por isso a linguagem é muito próxima da linguagem teatral.

O Beijo no Asfalto não retrata só a história que Nelson escreveu, mas também o processo do ator para criar seu personagem, uma vez que acompanhamos leituras de texto, ensaios e até algumas das cenas dos atores vestindo seus figurinos. O que dá ainda mais a impressão de que estamos assistindo uma peça é o fato do filme ter sido filmado em um teatro, embora isso só fique claro para o telespectador em uma cena.

Além disso o telespectador consegue acompanhar cenas dos atores conversando entre si, sobre assuntos que não são necessariamente ligados a peça, os mais interessantes são de Fernanda Montenegro, que conta sobre a criação da peça (Nelson escreveu O Beijo no Asfalto como encomenda para a companhia teatral de Fernanda), suas primeiras encenações e a reação do público quando assistiu uma obra tão polemica pela primeira vez.

o-beijo-no-asfalto01

O filme é bem fiel ao texto original e traz todos os temas recorrentes nas obras de Nelson, como sexualidade, amor, traição e obsessão.

O Beijo no Asfalto foi escrito em 1960, e por isso muitas das coisas sobre os quais o texto falam já não são mais tabus, como por exemplo, o próprio beijo no asfalto, que revira a trama inteira, mas que se escrito nos dias de hoje, não causaria tanta comoção, mas mesmo assim a peça se mantém extremamente moderna.

Assim que Arandir beija o atropelado a notícia corre pela cidade, sai no jornal e passa a ser aumentada a cada minuto, então, um simples beijo no meio da rua, de repente vira um possível caso de amor entre os dois homens, e diversas pessoas passam a jurar que viram o atropelado na casa de Arandir e vice e versa. A história se torna cada vez mais absurda, mas cada vez mais real, uma vez que o jornal também passa a endossar os boatos, o que fala diretamente com a nossa era de internet e de disseminação de notícias, muitas vezes falsas e absurdas, que são compartilhadas sem nenhuma checagem de fatos.

o-beijo-no-asfalto02

É interessante ver um texto tão antigo, mas que seja tão próximo dos dias de hoje, embora grande parte dos textos de Nelson seja extremamente moderno, O Beijo no Asfalto tem uma grande capacidade de surpreender o público.

O elenco é repleto de grandes nomes, como Lázaro Ramos, Debora Falabella, Otávio Muller, Stenio Garcia e Augusto Madeira, e todos estão tão bens e tão seguros em seus personagens que é até difícil dizer quem está melhor no filme, mas o destaque é como sempre de Fernanda Montenegro, que faz ótimas interpretações sobre o texto e fala de toda a sua experiencia no oficio, e da estreante Luiza Tiso, que parece outra pessoa em suas cenas como Dália.

o-beijo-no-asfalto-debora-falabella

A ideia de mostrar o processo desses atores sem dúvida nenhuma, ajuda o filme, já que vemos todo o trabalho que eles tiveram para chegar no estado em que estão, essa também é uma ótima forma de mostrar como de fato é o trabalho de um ator, tanto para quem quer trabalhar na área, quanto para quem não conhece nada sobre o oficio.

Embora escrito a muito tempo, O Beijo no Asfalto fala diretamente com a sociedade atual e ainda nos mostra o incrível trabalho dos atores.

Data de lançamento 6 de dezembro de 2018 (1h 38min)

Direção: Murilo Benício

Elenco: Lázaro Ramos, Débora Falabella, Otávio Müller

Gênero Drama

Nacionalidade Brasil

Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-244105/

Crédito das imagens:

https://filmow.com/o-beijo-no-asfalto-t211973/

https://imperiodehumanas.com/o-odio-que-voce-semeia-terror-nacional-e-animacao-chegam-aos-cinemas/

https://www.terra.com.br/diversao/cinema/adorocinema/mostra-de-sao-paulo-2017-murilo-benicio-faz-otima-estreia-como-diretor-com-a-adaptacao-de-o-beijo-no-asfalto,cd99331858248e32ba30265dc4bec928v1z8ydwz.html

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-244105/fotos/detalhe/?cmediafile=21408058

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-244105/

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s