livros

Sobre a Beleza, Zadie Smith

“Estava no ar, ou pelo menos assim parecia a Kiki, esse ódio das mulheres pelos seus corpos infilntrava-se pela ventilação da casa; as pessoas trazem-no para dentro nos sapatos, inspiravam-no das paginas dos jornais. Não havia jeito de controlá-lo.”

Sobre a Beleza narra a história de duas famílias diferentes: Os Belseys, família de classe media alta, ateia, que vive em Wellington, nos Estados Unidos, e que se considera liberal, formada por Howard, um professor branco, inglês, Kiki, uma enfermeira negra americana e os três filhos do casal, Jerome, Zora e Levi e os Kipps, família de classe media inglesa, ultra conservadora, cristã, composta de Monty, um professor negro, Carlene, uma dona de casa negra e seus dois filhos Mike e Victoria.

Embora as famílias tenham ideais completamente diferentes, elas estão ligadas uma a outra por diversos motivos que vão surgindo ao longo do livro. O primeiro deles é a longa rivalidade que existe entre Howard e Monty, dois acadêmicos que pretendem escrever livros sobre o mesmo tema.

Apesar da rivalidade entre o pai e Monty, Jerome, o filho mais velho de Howard, que está cada vez mais interessado no cristianismo, vai morar na casa da família Kipps enquanto faz um estagio na Inglaterra, lá, ele se apaixona pela filha mais nova dos Kipps, Victoria e os dois resolvem que vão se casar. A revelação do casamento de Jerome e Victoria causa um rebuliço nas duas famílias, e a união acaba não se realizando, mas esse não é o final da relação entre os Belseys e os Kipps.

Alguns meses depois, os Kipps se mudam para Wellington, porque Monty vai lecionar na mesma universidade que Howard. A rivalidade entre os dois então aumenta porque Monty deseja reproduzir idéias conservadoras e ultrapassadas, na concepção de Howard, em suas aulas.

Victoria, a filha de Monty também passa a estudar na universidade aonde seu pai leciona e passa a chamar a atenção de Howard (e da maioria dos homens e garotos que freqüentam o lugar). Kiki e Carlene também se tornam amigas, embora tenham mentalidades, pensamentos e vidas bem diferentes.

Explicar a trama de Sobre a Beleza é um pouco complicado, uma vez que lidamos com diversos personagens diferentes e que não existe nenhum evento no livro que possa ser chamado de ponto de virada, embora o livro não seja parado e seja repleto de ações.

O livro é narrado do ponto de vista de vários personagens, então o leitor acompanha a história pelos olhos de Howard, Kiki, Zora, Levi e até de uma aluna de Howard que só aparece uma vez. Isso é muito interessante, porque podemos ver as opiniões e as versões de vários personagens e entender porque eles se comportaram daquela maneira.

Também por isso, é possível dizer que Sobre a Beleza trata de vários temas. O primeiro deles é a identidade racial.

Kiki é uma mulher negra que mora em uma cidade universitária de classe media alta que é composta em sua maioria por brancos, ela é casada com um homem branco e a maioria dos seus amigos, nos dias de hoje, são brancos. Ela se sente solitária e em determinado momento do livro, ela comenta que ultimamente só vê negros quando eles estão limpando. É por isso que ela se aproxima de Carlene, outra mulher negra.

Já Levi, o filho mais novo dos Belseys, não se sente completamente negro, nem completamente branco, conforme se torna adolescente ele passa a adotar um visual e uma linguagem que remetem ao “gueto” americano.

Como sugere o titulo do livro, a trama também fala sobre beleza. Kiki é atualmente uma mulher grande que peça mais de 100 kilos, em uma briga com Howard em que seu peso acaba entrando na discussão, ele diz que se casou com “uma mulher negra e magra”, sua filha Zora vive de dieta para que não fique como a mãe, embora Kiki tenha a todo custo evitado estimular esse tipo de comportamento tão comum a garotas e mulheres em sua filha, já Victoria é exatamente o contrario das duas. Ela é descrita como extremamente bonita, magra, mas com curvas, e o tipo de garota que atrai os olhares de todos os homens.

A diferença entre Kiki, Zora e Victoria fica mais evidente quando tanto Howard, o marido de Kiki, quanto Carl, um garoto por quem Zora está interessada, mostram interesse por Victoria. Também fica claro para o leitor que Howard é quase incapaz de enxergar qualquer beleza que não seja física, mesmo que ele ensine história da arte.

Sobre a Beleza também fala sobre a hipocrisia, uma vez que todos os personagens são um pouco hipócritas mesmo que não percebam. Howard, que é um homem que se diz a favor da liberdade de expressão e do direito das outras pessoas, acha um absurdo que Monty dê a sua opinião nas suas aulas ou que seu filho, Jerome siga preceitos cristãos.

Kiki, uma mulher negra que reclama que não mantém relações com pessoas negras, contrata empregadas negras que são de classe sociais mais baixas que ela própria.

Zora que se diz feminista, se adapta para agradar Carl, e se submete a dietas para se manter magra, e em determinado momento chama Victoria de vadia.

Já Monty que se diz um homem cristão e ultra conservador tem seus próprios segredos e enquanto ele acredita que sua filha é uma moça pura e inocente, na verdade ela é bem experiente e manipuladora.

Sobre a Beleza é acima de tudo um livro sobre o cotidiano de duas famílias, que é alterado quando elas se colidem, mas é importante lembrar que justamente por isso o livro não tem grandes viradas ou surpresas, ele não é parado, longe disso, mas não é um livro para quem está interessado em ler algo que é repleto de fantasia ou aventuras.

Eu já tinha lido Dentes Brancos, da Zadie Smith e não tinha tido uma experiência muito boa, então eu entrei na leitura de Sobre a Beleza meio desconfiada e sem esperar muito, ainda mais levando em conta que os dois livros tem temas em comuns, mas eu acabei gostando bastante de Sobre a Beleza.

Eu demorei um pouquinho para entrar no clima da história, mas assim que entrei, eu fiquei muito interessada no cotidiano e na dinâmica das duas famílias, embora o livro não seja de suspense, ele tem algumas revelações que são surpreendentes e outras que o leitor desconfia, mas que surpreendem na hora que de fato acontece. Também foi interessante ler um livro que fala sobre personagens tão diferentes de mim, porque pude ver percepções de mundo diferentes, mas que tem características em que eu pude me reconhecer.

Sobre a Beleza é um livro que nos apresenta diversos temas, e não se predispõe a discutir todos eles, mas sim nos dar diversas opiniões sobre eles, nos colocando dentro da cabeça de vários personagens diferentes.

Capa comum: 448 páginas

Editora: Companhia das Letras; Edição: 1ª (26 de outubro de 2007

Idioma: Português

ISBN-10: 8535910999

ISBN-13: 978-8535910995

Dimensões do produto: 22,8 x 15,6 x 2,2 cm

Peso de envio: 798 g

Fonte: https://www.amazon.com.br/Sobre-beleza-Zadie-Smith/dp/8535910999

Foto: Fernanda Cavalcanti

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s