livros

S, J. J. Abrams e Doug Dors

“Nós somos somas de nossas experiências? Ou algumas delas nos mudam de formas fundamentais?”

A trama de S, de J.J. Abrahams é um pouco difícil de explicar, mas ela pode ser dividida em duas. Enquanto lemos o livro, acompanhamos em primeiro lugar a história, supostamente fictícia, que está escrita no livro O Navio de Teseu, de V.M. Straka e em segundo lugar, o dialogo que acontece entre Eric e Jennifer, duas pessoas que estão lendo o livro O Navio de Teseu.

O Navio de Teseu é o último romance escrito por Straka, um escritor obscuro que ninguém sabe muito bem quem é, por isso, sua história de vida é quase desconhecida. É por isso que é impossível saber com certeza se a história que lemos é completamente fictícia.

s01

Eric, por outro lado é um especialista na obra de Straka e pesquisa o assunto com frequência, ele aparece no livro, comentando as notas de rodapé acrescentadas depois que o livro foi escrito. É assim que ele conhece Jennifer, que também está pesquisando sobre Straka. Os dois começam a conversara através de pequenas observações que são deixadas no livro e a relação dos dois vai evoluindo.

Além de tudo isso, o livro é repleto de cartas, mapas e outras coisas que vão esclarecendo um pouquinho mais da história.

Ler S é, na realidade, uma experiência, porque o leitor fica completamente imerso nas histórias. A ideia por trás do livro é extremamente interessante, você não acompanha apenas uma história, mas sim, três.

s02

É verdade que demora um pouco para que o leitor consiga entender todos os aspectos do livro, mas assim que isso acontece a história se torna cada vez mais interessante. Quando se percebe que as três histórias se refletem em algum momento, torna tudo ainda mais interessante.

O livro, como objeto físico então, é maravilhoso. Ele é em capa dura e vem dentro de uma caixinha, para abri-lo, você precisa romper um lacre. As páginas são envelhecidas, e tem muito material solto dentro do livro que complementam a história. Todos esses aspectos tornam a leitura ainda mais imersiva, já que o livro parece antigo e os detalhes dentro dele são verossímeis.

Existem pontos negativos em S, claro, mas são bem poucos e podem ser relevados perto da qualidade presente no projeto. Um deles é o fato de demorar um pouco para o leitor se situar nas tramas, o outro é o fato de que o livro é enorme e cheio de papeis dentro, o que torna a locomoção dele um pouco difícil. A leitura de S fica basicamente restrita a casa, e por isso demora, eu mesma levei 10 meses para ler o livro.

s04

Como eu disse lá em cima, explicar S é um tanto quanto complicado, mas é certamente uma experiência de leitura completamente diferente do que estamos acostumados, e que vale muito a pena.

Capa dura: 472 páginas

Editora: Intrínseca; Edição: 1ª (30 de novembro de 2015)

Idioma: Português

ISBN-10: 8580575567

ISBN-13: 978-8580575569

Dimensões do produto: 24,6 x 16,2 x 4,2 cm

Peso de envio: 1,1 Kg

Fonte: https://www.amazon.com.br/S-J-Abrams/dp/8580575567/ref=sr_1_1?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&keywords=s&qid=1550037608&s=books&sr=1-1

Fotos: Fernanda Cavalcanti

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s