livros

Aprendendo a Seduzir, Patricia Cabot

“Você se preocupa demais em fazer outras pessoas felizes”

Caroline Lindford é uma dama da sociedade britânica que está prestes a se casar com o marquês de Winchilsea. Até que um dia ela o pega no flagra junto com lady Jacquelyn, mas os dois não percebem que ela os viu.

Ao invés de romper o noivado, Caroline decide se tornar a amante perfeita e para isso entra em contato com o maior garanhão da região, Braden Granville, que por acaso é noivo de Jacquelyn.

Ela pede que ele a ensine a seduzir seu futuro marido e em troca, ela vai depor em favor dele sobre a traição de lady Jacquelyn.

Aprendendo a Seduzir é um livro escrito por Meg Cabot, sob o pseudônimo de Patricia Cabot, que ela usa para escrever romances mais adultos.

Aprendendo a Seduzir funciona mais ou menos como um livro de banca ou livros que fazem parte dessa onde recente que mistura ficção erótica com romances de época.

A trama do livro não é nada demais, na verdade, ela é até um pouco obvia, o leitor já sabe tudo que vai acontecer quando começa a ler o livro, no entanto, o livro não almeja ser nada mais do que isso.

Aprendendo a Seduzir não se vende como um grande romance épico que vai mudar a visão do leitor sobre o amor, ele se vende como um livro de romance que é um entretenimento. Nesse aspecto, pode-se dizer que Aprendendo a Seduzir é um livro que entretém o leitor? Sim, a leitura é bem fácil e os personagens são carismáticos, o que faz com que o leitor fique preso aquela história.

Como a maioria dos livros de Cabot, Aprendendo a Seduzir tem uma protagonista feminina e que apesar de viver em outro século tem ideias bem modernas para a sua época, só o fato dela fazer a proposta que faz a Granville já prova isso. Esse aspecto da personalidade de Caroline fica mais acentuado conforme vamos lendo diversas cenas de sexo no livro que nunca fariam sentido se ela fosse só uma donzela em perigo típica de um romance de época. Caroline também tem uma melhor amiga que é declaradamente feminista, embora essa seja uma trama que fica quase em último plano no livro, a protagonista mesmo diz que foi influenciada pela amiga.

Outro aspecto comum nas obras de Cabot é o “mocinho” que é quase a perfeição em pessoa e faz todas as leitoras se apaixonarem, isso acontece na série O Diário da Princesa e na série Tamanho Não Importa. Granville, no entanto, é diferente dos mocinhos de Cabot, porque a principio ele aparece como um charmoso cafajeste e só ao longo do livro e da convivência com Caroline é que vamos conhecendo outros aspectos da personalidade dele.

Aprendendo a Seduzir tem como público alvo os fãs de literatura romântica e de banca, mas também pode agradar os fãs de literatura erótica romântica, o livro tem diversas cenas de sexo, que são bem escritas e que podem até soar estranho para quem só conhece os trabalhos mais infanto-juvenis da autora.

De uma maneira geral, Aprendendo a Seduzir é um livro bem comum, não tem nada de inovador nele e ele nem é incrivelmente bem escrito, mas a prosa de Cabot é divertida e a leitura é fácil, por isso é rápida. O livro funciona como uma leitura mais leve e um bom entretenimento.

Título no Brasil: Aprendendo a Seduzir

Título original: Educating Caroline

Autor: Patricia Cabot

Gênero: Romance, Chick lit

Ano de lançamento: 2001

Editora: Essência

Número de Paginas: 368

Foto: Fernanda Cavalcanti

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s