livros

Um Amor Incômodo, Elena Ferrante

“Durante o funeral, fiquei surpresa a me flagrar pensando que finalmente não era mais obrigada a me preocupar com ela.”

Delia, uma mulher nos seus 40 anos, retorna a sua cidade natal em função da morte de sua mãe, cujo corpo foi encontrado em uma praia, usando apenas um sutiã caro.

Impulsionada pela morte suspeita, Delia resolve investigar o passado de sua mãe e encontra uma teia de segredos e mistérios do qual ela não fazia a menor ideia.

Um Amor Incômodo já começa com um soco: a morte da mãe de Delia, que faz a protagonista retornar a sua cidade natal. Sem entender muito bem o que aconteceu, Delia suspeita de como a mãe morreu e resolve investigar.

Essa é uma semente que sempre esteve na cabeça de Delia, ela sente que nunca soube quem de fato era a mãe e suas pesquisas provam que isso é verdade. Delia entra em contato com três homens que foram importantes na vida de sua mãe: seu irmão, tio de Delia, seu marido, pai de Delia e Caserta, um homem da região que sempre causou ciúmes no pai de Delia.

O que acompanhamos a partir daí é Delia conhecendo a mulher que era a sua mãe, além da mãe. O livro mistura acontecimentos atuais, com lembranças da infância de Delia que envolvem sua mãe.

Através das lembranças conhecemos a vida da mãe de Delia quando jovem, casada com um homem ciumento e violento, que parecia mais do que disposta a ir buscar consolo nos braços de Caserta. Esse segredo bem guardado, no entanto, parece estar preso na memória da própria Delia.

Um Amor Incômodo também é um livro sobre o autoconhecimento de Delia, que ao entrar em contato com suas memórias de infância, se lembra quem ela foi e quem ela queria ser. Voltando a sua cidade natal, ela revê amigos da sua época de criança, que ajudam ainda mais na sua busca.

Fica subentendido que para Delia, ela e sua mãe são mulheres completamente diferentes, mas ao longo do livro vamos percebendo que isso não é bem verdade. O livro também fala sobre o luto e sobre a perda de uma mãe, por mais afastada que Delia e sua mãe possam ter sido, isso não muda os seus sentimentos e não altera o luto que segue a morte de sua mãe.

Um Amor Incômodo é um livro interessante por diversos aspectos, primeiro porque tem um tema interessante, fala sobre luto e ainda assim é um livro investigativo, mas também porque tem como protagonista uma mulher, que analisa a vida de outra mulher, ou seja, Um Amor Incômodo é um livro escrito por uma mulher (até onde se sabe, já que ninguém tem certeza absoluta da identidade da Elena Ferrante), que fala sobre mulheres.

Um Amor Incômodo é um bom livro, mas o grande problema dele é que se comparado á A Amiga Genial, primeiro livro da tetralogia Napolitana, ele é um livro meio sem graça. De maneira nenhuma ruim, mas certamente sem tanto apelo quanto os outros livros de sua autora.

Titulo no Brasil: Um Amor Incômodo
Título original: L’amore Molesto
Autor: Elena Ferrante
Gênero: Drama
Ano de lançamento: 1992
Editora: Intrínseca
Número de Paginas: 176

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s