livros

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: Histórias e contos de fadas assustadores, Liudmila Petruchévskaia

“Bem, por enquanto o mundo continua vivo”- A História do Relógio

O livro reúne uma série de contos, com ares folclóricos e que misturam fantasia com terror e suspense.

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: Histórias e contos de fadas assustadores se divide em quatro partes: Canções dos Eslavos do Leste, Alegorias, Réquiens e Contos de Fadas, mas os contos que se encontram em cada parte são relativamente parecidos.

Todos os contos do livro soam como histórias que fazem parte de algum folclore, mais ou menos como contos de fadas aos quais não tivemos acesso antes. Os contos de Petruchévskaia, no entanto, são originais, embora as suas influencias sejam bem claras.

Não existe muita descrição de personagem, e o leitor nem chega a conhece-los direito, muito menos, se apegar a eles, alguns deles, nem tem nomes, o que parece importante na escrita da autora são os acontecimentos que vão ser narrados.

Os contos esbarram em muitos aspectos do terror e do suspense, embora não possam ser definidos totalmente como contos de terror, porque eles parecem ter uma questão fantástica que se sobressai bem mais que o terror. Mesmo assim, alguns dos contos são assustadores, enquanto outros são perturbadores, ou pelo menos estranhos.

Outro aspecto que os contos de Petruchévskaia tem em comum é o tamanho, eles são em sua maioria curtos, o que aumenta esse aspecto de conto de fada, como se aquela fosse uma historinha curta para contar para uma criança na hora de dormir.

Os contos abordam temas diferentes, mas sempre tem uma levada para o absurdo, como em O Braço, que conta a história de uma mulher que espera seu marido retornar da guerra e que acaba nos levando a uma conclusão no mínimo estranha, já o conto A mãe-repolho nos remete diretamente a história de Rapunzel.

A História do Relógio, o último conto do livro, é muito mais um conto fantástico, que acompanha um relógio capaz de determinar quanto tempo dura a vida de alguém, já o conto ao qual o título do livro faz alusão, na verdade se chama A Vingança e narra a história de uma moradora de um cortiço que não aguenta mais ouvir o choro da filha da vizinha e por isso, resolve tomar uma atitude drástica.

Os contos de Petruchévskaia são interessantes e bem diferentes de tudo que tem publicado por ai, e o começo do livro é bem empolgante, mas a obra também é um pouco repetitiva e com o tempo o leitor vai ficando um pouco cansado. O fato de que os contos não são muito comuns, inclusive nos seus formatos, também prejudica um pouco, muitos deles não têm uma finalização muito clara e estão bem longe da organização que estamos acostumados.

Claro que por um lado, isso é bom, já que tira o leitor da sua zona de conforto e apresenta a ele uma nova forma de escrever, mas para quem está procurando apenas uma diversão ou contos de terror para se assustar, Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: Histórias e contos de fadas assustadores pode decepcionar um pouco.

A escrita é bem simples e os contos são curtos, o livro todo, também é curto e por isso, a leitura também é fácil e rápida, além do mais, as tramas deixam o leitor preso, o que facilita ainda mais.

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: Histórias e contos de fadas assustadores é um livro diferente, que coloca o leitor de frente para contos fora do comum e que vão deixa-lo com pelo menos, uma sensação de estranhamento ao final.

Título no Brasil: Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: Histórias e contos de fadas assustadores

Autor: Liudmila Petruchévskaia

Tradutor: Cecília Rosas

Gênero: Contos, fantasia, terror

Ano de lançamento: 2013

Editora: Companhia das Letras

Número de Páginas: 268

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s