filmes, Listas

10 Documentários sobre crimes reais

 

1- O Paraíso Perdido: Assassinatos de Crianças em Robin Hood Hill (1996)/ Paraiso Perdido 2 (2000)/ Paraíso Perdido 3: Purgatório (2011): Em 1993, três garotos de oito anos foram encontrados mortos dentro de um rio, em West Memphis, no Arkansas.

A cidade era conservadora e fazia parte do cinturão da bíblia, e Damien Echols, Jessie Misskelley, Jr e Jason Baldwin sobressaiam porque estavam sempre de preto, gostavam de heavy metal e liam Stephen King. A culpa dos assassinatos logo recaiu sobre os três adolescentes, mesmo que não existisse nenhuma prova substancial que conectasse os três com o crime ou com os três garotos mortos.

Os três documentários acompanham o antes, o durante e o depois do julgamento do caso e como a pressão do povo fez com que o caso fosse revisto.

Direção: Joe Berlinger, Bruce Sinofsky

documentarios-de-crimes-reais01

2- The Witness (2015): Kitty Genovese tinha 28 anos quando foi assassinada a facadas na rua de sua casa, em Nova York. Genovese gritou e pediu por ajuda e testes comprovam que ela foi ouvida pelos vizinhos, mas ninguém a ajudou ou sequer ligou para a polícia.

O documentário investiga não só o crime, mas também o que pode ter causado a reação das pessoas e porque ninguém achou que deveria ajudar Genovese.

Direção: James Solomon

documentarios-de-crimes-reais02

3- Mamãe Morta e Querida (2017): Dee Dee Blanchard era a mãe dedica e abnegada de Gypsy Rose, uma criança com uma série de problemas, que não podia andar, ficar sozinha ou comer açúcar, por isso, foi uma surpresa para todos, quando em 2015, Gypsy começou a postar mensagens estranhas no seu facebook, dizendo que a mãe tinha sido assassinada.

Quando a polícia chegou à casa de Dee Dee descobriu que ela de fato estava morta e que Gypsy estava desaparecida. As investigações descobriram uma relação doentia, onde Dee Dee mentia a idade da filha e inventava uma série de doenças para ela, quando na realidade, Gypsy era uma adolescente saudável, que se comportava como uma criança doente.

Mamãe Morta e Querida acompanha esse caso complexo, onde ninguém é completamente inocente.

Direção: Erin Lee Carr

documentarios-de-crimes-reais03

4- A Oeste de Memphis (2012): A Oeste de Memphis também acompanha o caso dos adolescentes de West Memphis, mas dessa vez é focado no sistema judiciário americano e no julgamento extremamente falho e tendencioso ao qual os três adolescentes foram submetidos.

Direção: Amy Berg

documentarios-de-crimes-reais04

5- Quem é JonBenet (2017): No dia 26 de dezembro de 1996, Patsy Ramsey acordou e encontrou um bilhete de resgate, de alguém que dizia estar com sua filha de seis anos, JonBenet. Antes de sequer falar com o marido, Patsy ligou para a polícia, que chegou na casa e começou as investigações.

Durante uma busca pela casa, o pai, John, encontrou o corpo, já sem vida, da menina no porão. A culpa logo recaiu sob a família, que jurava que não tinha nada a ver com o assassinato.

As situações estranhas que circundavam o caso – o corpo da menina estar no porão, o fato de ter um bloco de papel igual ao que foi usado no bilhete de resgate dentro da casa, e da família ter contratado advogados antes mesmo de serem acusados – e o passado da menina como vencedora de uma série de concursos de beleza infantis, causaram uma verdadeira obsessão sobre o assassinato de JonBenet, mas o caso nunca foi resolvido e existem uma série de suspeitos que circundam essa história bizarra e sinistra.

Quem é JonBenet tem uma abordagem diferente e enquanto escala um suposto elenco para um filme sobre o caso, recria os acontecimentos e entrevista os atores que participam do processo, perguntando o que eles acham que aconteceu na noite da morte de JonBenet.

Direção: Kitty Green

documentarios-de-crimes-reais05

6- O Caso do Policial Canibal (2015): Em 2012, uma mulher ligou para a polícia denunciado o próprio marido, Gilberto Valle, porque tinha descoberto postagens dele em um fórum dedicado a fetiches sexuais, onde ele, descrevia como pretendia sequestrar, estuprar, torturar e canibalizar mulheres – inclusive a própria esposa -. Ele se defendeu dizendo que aquilo tudo eram meras fantasias, que ele não pretendia realizar.

O caso de Valle chamou a atenção porque não existe nenhum crime de fato, certamente que as mensagens que Valle postou eram perturbadoras e potencialmente criminosas, mas ele nunca realizou nenhuma de suas fantasias.

O Caso do Policial Canibal analisa qual é o limite da fantasia e da realidade e se questiona se devemos ser punidos pelo que fantasiamos, e se a partir do momento que sabemos que as fantasias de algumas pessoas são criminosas, devemos agir ou não.

Direção: Erin Lee Carr

documentarios-de-crimes-reais06

7- Eu Te Amo, Agora Morra: O Caso Michelle Carter (2019): Em 2014, Conrad Roy de apenas 18 anos cometeu suicídio. Logo depois, foram descobertas mensagens no seu celular de sua namorada, Michelle Carter, que não só não o impediu de cometer suicídio, como também incentivou o comportamento do garoto.

O documentário é dividido em duas partes e questiona a culpa de Michelle na morte de Conrad.

Direção: Erin Lee Carr

documentarios-de-crimes-reais07

8- Cuidado com o Slendermen (2017): Em 2014, duas garotas de 12 anos, atraíram uma outra menina da mesma idade para uma floresta e a esfaquearam 19 vezes. Quando foram interrogadas, as meninas disseram que aquele era um sacrifício para o Slenderman, uma lenda urbana da internet, que supostamente, sequestra crianças.

Cuidado com o Slenderman investiga quais foram os propósitos por trás do ataque e se a internet pode influenciar tanto assim.

Direção: Irene Taylor Brodsky

documentarios-de-crimes-reais08

9- Amanda Knox (2016): Amanda Knox era uma estudante americana de 20 anos, que fazia intercambio na Itália, quando em 2007, ela voltou para a casa e encontrou o corpo de Meredith Kercher, outra intercambista com quem ela dividia o apartamento. A culpa recaiu sobre Amanda, e o caso virou uma grande sensação na mídia, que começou a investigar o comportamento e a vida sexual de Amanda.

O documentário conta com entrevistas da própria Amanda, que jura que é inocente. O caso de Kercher não foi resolvido.

Direção: Rod Blackhurst, Brian McGinn

documentarios-de-crimes-reais09

10- Aileen: Vida e Morte de Uma Serial Killer (2003): Aileen Wuornos era uma prostituta que assassinou sete homens, na década de 90, ela alegava que o tinha feito em legitima defesa, mas mesmo assim, ela foi condenada.

Aileen: Vida e Morte de Uma Serial Killer é mais focado na vida de Aileen e tenta analisar o que a levou a se tornar uma assassina, dando detalhes sobre uma vida inteira de abusos.

Direção: Nick Broomfield, Joan Churchill

documentarios-de-crimes-reais10

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s