Adaptações, filmes

Filme: Os Três Mosqueteiros, 1973

D’Artagnan (Michael York) quer se tornar um mosqueteiro e trabalhar para o rei (Jean-Pierre Cassel), mas assim que chega a corte é desprezado por Rochefort (Christopher Lee). D’Artagnan também arruma confusão com Athos (Oliver Reed), Porthos (Frank Finlay) e Aramis (Richard Chamberlain), antes de perceber que eles também são mosqueteiros.

Mas logos os quatro homens se tornam amigos e se unem para derrotar o cardeal Richelieu (Charlton Heston), que quer ter mais poder no governo.

Os Três Mosqueteiros é inspirado no livro de mesmo nome de Alexandre Dumas.

os-tres-mosqueteiros01

Existem diversas versões de Os Três Mosqueteiros e é natural que cada uma fale mais do tempo em que ela foi produzida do que da época em que a trama se passa. Essa versão dos anos 70, tem cara da sua década e esse é o seu grande mérito.

O protagonista é D’Artagnan, jovem idealista, que deseja ser um mosqueteiro, ele foi treinado por seu pai e acha que servir o rei vem acompanhando só de honra e alegria. Quando ele chega na corte, no entanto, ele descobre que não é bem assim. D’Artagnan logo percebe que a corte está repleta de interesseiros e que o cardeal está interessado em ter mais poder.

Os Três Mosqueteiros dá um pouco mais de personalidade para D’Artagnan, que arruma confusões e dá a suas opiniões. Nas versões de 1948 e 1993, D’Artagnan é apresentado mais como um galã, um mocinho deslumbrado, aqui é um pouco diferente.

os-tres-mosqueteiros02

O filme não cobre toda a história do livro, mesmo porque isso não seria possível, mas a maioria das versões também não o faz e o que aparece no filme é suficiente para que o público compreenda a trama que quer ser passada.

O interessante dessa versão é que os mosqueteiros são retratados de uma maneira um pouco diferente, eles são os heróis e, portanto, representados de maneira heroica, mas é um heroico que parece um show, quase como se o filme fosse um musical. D’Artagnan, por exemplo, aparece a primeira vez com uma roupa extravagante e em câmera lenta, deixando claro que ele é o protagonista.

Os figurinos e penteados também combinam com a década em que o filme foi produzido. As roupas, embora condicentes com o período em que o filme se passa, são extravagantes e claramente dos anos 70, os penteados seguem a mesma lógica.

os-tres-mosqueteiros03

Michael York se sai bem como D’Artagnan, o telespectador sente vontade de acompanha-lo, o resto do elenco também está bem, afinal, o filme conta com a participação de grandes nomes como Oliver Reed, Raquel Welch, Christopher Lee, Richard Chamberlain, Charlton Heston, Faye Dunaway e Geraldine Chaplin.

A montagem do filme também é rápida e de certa maneira, combina com o filme. Os Três Mosqueteiros tem cenas de luta, mas não coloca todo o seu foco nelas, ele ainda se dedica ao resto da trama, o que é um ponto alto.

Os Três Mosqueteiros tem uma estética bem diferente das outras versões do clássico para o cinema, mas também funciona muito bem. Ele muda alguns detalhes da história, mas ainda é relativamente fiel. O filme certamente fala do texto original, mas também fala da época em que ele foi feito e por isso, é uma adaptação interessante.

Título no Brasil: Os Três Mosqueteiros

Título original: The Three Musketeers

Direção: Richard Lester

Gênero: Aventura

Nacionalidade: EUA, Espanha, Reino Unido

Ano: 1973

Duração: 1h 45min

Elenco: Michael York, Oliver Reed, Raquel Welch, Richard Chamberlain, Frank Finlay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s