Adaptações, filmes

Filme: Sem Prada Nem Nada, 2012

As irmãs Nora (Camila Belle) e Mary Dominguez (Alexa PenaVega) vivem em uma grande mansão e sempre tiveram tudo que quiseram, até que o pai (Alexis Ayala) delas morre.

As duas não só descobrem que tem um irmão mais velho (Pablo Cruz Guerrero), mas também que o pai estava falido. Expulsas da casa onde viveram desde pequenas pela cunhada (April Bowlby), Nora e Mary precisam ir viver com a tia delas (Adriana Barraza), em um bairro pobre, onde finalmente podem aprender sobre as suas origens.

Sem Prada Nem Nada é livremente inspirado no livro Razão e Sensibilidade, de Jane Austen.

A adaptação

Sem Prada Nem Nada é uma adaptação bem livre da obra de Austen, uma vez que muda diversos dos seus aspectos, como por exemplo, o lugar onde se passa, os nomes de seus personagens e suas nacionalidades, mas isso não é um problema, já que essa é a ideia por trás do filme.

No longa, acompanhamos as irmãs Nora e Mary – que no livro seriam as personagens Elinor e Marianne Dashwood – acostumadas com todo o luxo do mundo e que depois da morte do pai são expulsas de casa e passam a viver com a tia, Aurelia.

Aurelia vive em um bairro bem mais pobre de Los Angeles, onde boa parte dos moradores são imigrantes latinos ou descendentes de latinos. Esse também é o caso de Nora e Mary, mas as meninas se sentem muito mais americanas do que latinas.

É a partir daí que as duas precisam se acostumar com a sua nova vida. Nora, a irmã mais velha é estudiosa, dedicada e se conforma relativamente rápido com a nova situação, ela é estudante de direito e logo se envolve nas questões das pessoas do novo bairro e começa a trabalhar nesse sentido.

Já Mary é retratada como fútil, afetada e obcecada por dinheiro e compras. Ela vai viver na casa da tia, mas não se considera latina e sente vergonha de contar para os seus amigos sobre a sua nova situação.

De uma forma ou de outra, tanto Nora quanto Mary precisam lidar com o que o destino colocou na frente delas, mas elas fazem isso de maneiras diferentes. Nora, que sente orgulho de sua origem e que está disposta a trabalhar para viver, precisa ser um pouco menos rígida e se soltar, enquanto Mary precisa aprender a se orgulhar de suas origens e a viver sem dinheiro.

Sem Prada Nem Nada quase não se parece com o livro de Austen e só os fãs muito apaixonados vão reconhecer a trama no filme, mas é justamente porque ele traz outras questões a uma obra antiga que ele é interessante.

Personagens latinos

O grande diferencial de Sem Prada Nem Nada é o fato de que ele tem personagens latinos, ou descendentes de latinos, como protagonistas. É difícil encontrar filmes americanos que partam desse princípio.

Aqui não só os personagens são latinos, como os atores que os interpretam também. Além disso, vários costumes latinos, como festas e comidas típicas, aparecem no filme.

Razão e Sensibilidade se passa na Inglaterra, mas a adaptação aqui funciona muito bem, porque dá um novo folego a história clássica de Austen e coloca personagens diferentes como protagonistas.

Um dos grandes motes de Sem Prada Nem Nada é o fato de Mary se considerar muito mais americana do que latina. Ela começa a se relacionar com um homem rico (Kuno Becker), que também é latino, mas que tem hábitos completamente americanos, ao mesmo tempo que desperta o interesse de Bruno (Wilmer Valderrama), vizinho de Aurelia, que sente orgulho de sua origem.

Os dois interesses românticos de Mary são quase opostos e funcionam como uma maneira de contrabalancear a personalidade da própria Mary, uma vez que ela quer a vida típica de um americano rico, mas precisa aprender a ter uma vida diferente, mas que funcione e a faça feliz.

Os personagens latinos não estão presentes no filme apenas para serem usados como cotas, uma vez que a herança que eles carregam é um dos fatores mais importantes em Sem Prada Nem Nada e que é justamente isso que faz dessa comédia romântica, um longa diferente e que pelo menos, tem um ponto de vista distinto para apresentar.

Aspectos técnicos

Sem Prada Nem Nada é uma comédia romântica e em muitos aspectos, se mostra exatamente dessa maneira. Tanto Nora, quanto Mary tem interesses românticos, e esses romances se constroem de maneiras não muito reais, como é comum em filmes do gênero, por outro lado, esse não parece ser o foco completo do filme, uma vez que ele fala também da adaptação das duas irmãs, da mudança de classe social e o que tudo isso acarreta, do luto pelo pai e da aceitação da sua ascendência.

Essa questão da ascendência latina é um aspecto que pode causar muito reconhecimento entre o público brasileiro, que com frequência renega suas raízes latinas para exaltar descendências europeias.

Talvez porque o roteiro do filme seja inspirado no livro de Austen, Sem Prada Nem Nada não soa como apenas uma comédia romântica e outras problematizações surgem quando o longa acrescenta questões pessoais de seus personagens. Também é interessante notar que o texto de Austen ainda faz sentido nos dias de hoje, mesmo que pensado em uma configuração completamente diferente.

Outro ponto alto de Sem Prada Nem Nada é que o elenco é composto quase que totalmente por atores latinos ou com ascendência latina, então, o filme não só está falando de personagens latinos, como também tem atores latinos no elenco, o que é ótimo.

O elenco se sai bem. Alexa Vega interpreta Mary de uma maneira divertida, que transforma uma garota mimada e que poderia facilmente se tornar insuportável, em alguém que a plateia gosta e com quem a gente se diverte, Camilla Belle não está ruim no filme, mas sua personagem já é tímida e reprimida, a atuação contida de Belle faz com que ela suma do filme em alguns momentos, e perca bastante espaço para Vega.

Adriana Barraza, que interpreta a tia Aurora, é um ótimo alivio cômico, e que de quebra, ainda funciona como uma forma de passar para as sobrinhas a importância de se orgulhar de quem si é, e de quem nossos ancestrais foram.

Sem Prada Nem Nada remodela todo o livro de Austen, mas quando faz isso, traz questões diferentes, que representam personagens distintos e ainda prova que o texto de Jane Austen é atemporal, mesmo que visto de outra perspectiva.

Título no Brasil: Sem Prada Nem Nada

Título original: From Prada to Nada

Direção: Angel Gracia

Gênero: Comédia, Romance, Drama, Comédia Romântica

Nacionalidade: EUA, México

Ano: 2012

Duração: 1h 47min

Elenco: Camilla Belle, Alexa Vega, Adriana Barraza, Wilmer Valderrama, Nicholas D’Agosto

Um comentário em “Filme: Sem Prada Nem Nada, 2012”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s