livros

Nove Desconhecidos, Liane Moriarty

“As pessoas têm medo do que não entendem”

Oito pessoas se hospedam em um spa, que garante mudar a vida de seus frequentadores. Cada uma das pessoas presente quer uma coisa diferente e teve uma vida diferente até aquele momento, mas não demora muito para que eles percebam que os métodos de Masha, a dona do lugar, são no mínimo, estranhas e muito rapidamente, começam a se tornarem perigosos.

É difícil estabelecer quem exatamente é o protagonista de Nove Estranhos, uma vez que todos os personagens têm voz durante o livro, mas a primeira a aparecer e que mais se sobressai é Frances. O leitor começa o livro com o ponto de vista dela.

Frances é uma escritora de livros do gênero romance, que acabou de ter seu último livro recusado pela sua editora e que leu uma crítica nada favorável, que a acusava de difundir estereótipos e situações machistas. Frances também passou por uma série de decepções amorosas, que a levam diretamente para o spa, onde ela espera ter um tempo para si mesma.

Lá ela conhece os outros hóspedes do local: Ben e Jessica, um casal jovem e bonito, que parece completamente fora de sintonia, Heather, Napoleon e a filha dos dois, Zoe, Carmel, uma mãe de quatro filhas, divorciada, que quer emagrecer, Lars, um advogado especializado em divórcios, que é viciado em spas e Tony, um homem estranho, que Frances compara a um psicopata.

O interessante de Nove Desconhecidos é que acompanhamos todos esses personagens de perto, uma vez que o livro tem capítulos para cada um deles, narrados dos pontos de vistas desses personagens. É assim que ficamos sabendo os segredos e as vidas pregressas deles, e também é assim que a autora consegue fazer um jogo bem interessante de esconde e mostra, já que só revela os detalhes das vidas de cada personagem, quando está narrando a história do ponto de vista desse personagem.

Frances é a personagem que tem mais destaque e que parece ser a personagem principal, mas Moriarty é dedicada a todos os nove personagens que apresenta (os hóspedes, Masha, a dona do spa,Yao e Delilah, que fazem parte do staff)  e todos eles são muito bem construídos, com histórias pregressas, que são muito interessantes. Claro que alguns personagens têm menos destaques e também menos entradas no texto, mas isso não é um problema, porque todas as tramas se conectam muito bem.

Dando voz a todos os personagens, Moriaty dá ao seu leitor a chance de ao menos tentar compreender o que se passa com cada um deles, inclusive daqueles personagens cujas as ações parecem não ter qualquer justificativa.

É interessante também que a autora nos apresente personagens de gêneros, sexualidades e origens diferentes e que por isso, o livro fique bem variado. Uma das coisas mais legais de Nove Desconhecidos é justamente entrar em contato com todos esses personagens diferentes e podermos descobrir suas histórias de vida e seus motivos para estarem no spa.

Para além disso, Nove Desconhecidos tem um clima de mistério, especialmente no que diz respeito ao spa. Os hóspedes se inscreveram pelo que viram no site do local, mas quando chegam descobrem que as coisas são um pouco diferentes, e que os métodos aplicados no lugar são no mínimo estranhos.

As pessoas entram na proposta, com maior ou menor adesão, mas logo tudo vai ficando mais sério e mais perigoso, levando tanto o staff, quanto os hóspedes ao limite. Em muitos aspectos, Nove Desconhecidos lembra os livros de Agatha Christie, que usam aquela fórmula de várias pessoas fisicamente presas em um lugar, enquanto uma trama misteriosa se desenvolve, mas enquanto nos livros de Christie, o leitor está sempre preocupado em apontar o culpado, aqui, o leitor se diverte acompanhando e conhecendo a vida dos hóspedes e do staff.

Moriarty também é muito boa em ligar as tramas que ela apresenta. Todos os personagens têm uma história que se passa antes deles chegarem ao spa e outra, que eles compartilham, a partir do momento que estão no local. Essas tramas além de muito bem desenvolvidas, são claramente muito bem pensadas e orquestradas, os personagens são profundos, o que mostra um grande talento da autora, uma vez que ela nos apresenta nove personagens e alguns coadjuvantes, que aparecem menos, e tem menos detalhes e que ela consegue fazer todos eles pareçam reais.

Nove Desconhecidos também é muito bem escrito e é muito fácil se apegar aos personagens, porque ficamos conhecendo seus defeitos, mas também suas fraquezas e todos eles soam como pessoas de verdade.

A leitura é muito prazerosa e o leitor fica preso bem rápido, o que claro, deixa a leitura mais rápida.

Nove Desconhecidos apresenta uma trama de mistério, ao mesmo tempo que constrói personagens fortes e realistas, que prendem o leitor por suas histórias pessoais.

Título no Brasil: Nove Desconhecidos

Título Original: Nine Perfect Strangers

Autora: Liane Moriarty

Tradução: Julia Sobral Campos

Gênero: Thriller, Suspense, Contemporâneo

Ano de lançamento: 2018

Editora: Intrínseca

Número de Páginas: 464

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s