livros

Querido Evan Hansen, Val Emmich, Steven Levenson e Benj Pasek

“Por que me iludo pensando que o pior que pode acontecer já aconteceu? As coisas sempre podem piorar. Essa é uma certeza. É assim que a vida funciona. Você nasce e vai envelhecendo e ficando grisalho e doente e, não importa o esforço que faça para reverter o processo, você vai morrer todas as vezes. Repito: pior, pior, pior e, então, a morte”.

Evan Hansen é um adolescente solitário, que tem dificuldade para fazer amigos. Para o seu tratamento psicológico, ele escreve uma carta para si mesmo todos os dias.

Um dia Connor Murphy, o valentão da escola, pega uma das cartas e leva para casa. Connor se mata alguns dias depois e a carta de Evan é a única coisa que os pais de Connor encontram, o que faz eles suporem que o filho escreveu um bilhete de despedida para Evan e que os dois garotos eram muito próximos.

Evan, a princípio, não consegue desmentir o que os pais de Connor estão pensando e confirma tudo. Quando ele vira o garoto que perdeu o melhor amigo, sua vida muda completamente, ele começa a fazer vários amigos e consegue finalmente se aproximar de Zoe, a irmã de Connor, por quem Evan sempre foi apaixonado.

Evan se consola dizendo que a mentira está fazendo bem para os pais de Connor, mas se sente culpado o tempo todo, ao mesmo tempo que aproveita o que a mudança na sua vida lhe trouxe.

Querido Evan Hansen é a novelização do musical da Broadway, Dear Evan Hansen.

Querido Evan Hansen é narrado do ponto de vista do próprio Evan, em primeira pessoa e o que o leitor acompanha é a vida desse adolescente em praticamente todos os momentos. Evan é um solitário, que tem muita dificuldade em fazer amizades e que se sente ansioso o tempo todo. Ele é apaixonado por Zoe Murphy, mas nunca falou com ela e nem consegue reunir coragem para fazer isso.

Evan também vai uma vez por semana a consultas com uma psicóloga, que o incentiva a escrever uma carta para si mesmo todos os dias, onde ele deve narrar o que aconteceu no seu dia. Um dia, uma dessas cartas acaba na mão de Connor Murphy, o garoto mais brigão da escola, com quem Evan tinha inclusive, brigado a pouco tempo. Connor comete suicídio alguns dias depois e a carta de Evan parece, para os pais dele, uma carta de despedida.

A trama de Querido Evan Hansen começa mesmo a partir daí, Evan não consegue explicar para os pais de Connor que ele não era amigo do filho deles e muito menos, que Connor parecia não ter nenhum amigo e ser tão solitário quanto o próprio Evan e acaba mantendo a mentira, que obviamente vai ficando cada vez maior. Zoe, que frequenta a escola e conhecia o comportamento do irmão, é a única que desconfia da suposta relação de Connor e Evan, mas logo também é convencida pelas histórias que Evan cria.

A amizade com um garoto que acabou de suicidar também causa comoção na escola, que passa a notar Evan pela primeira vez e isso também agrada o garoto, pelo menos no começo. Até que Alana Beck resolve criar uma campanha de prevenção ao suicídio, usando o caso de Connor e a suposta amizade entre ele e Evan.

É óbvio que as mentiras que Evan contou ou não desmentiu vão crescendo e crescendo a ponto de se tornar cada vez mais difícil contar a verdade e que no intuito de manter tudo aquilo, Evan vai criando ainda mais histórias e em um ciclo vicioso, se complicando cada vez mais.

Pode parecer que Evan é frio e até cruel, mas como acompanhamos o livro do seu ponto de vista, temos acesso a seus pensamentos e sentimentos e sabemos que ele está dividido o tempo todo. Ele gosta de ter novos amigos e de ser notado pela primeira vez, mas percebe que está errado, gosta de estar se aproximando de Zoe, mas sabe que não o está fazendo da maneira correta e sabe que não é justo mentir para os pais de Connor, mas sente que serve como um consolo para eles, que acabaram de perder o filho e buscam respostas.

Ao mesmo tempo, Querido Evan Hansen também tem alguns capítulos narrados do ponto de vista de Connor, tanto quando vivo, quanto depois de morto, onde entendemos o que o levou a cometer suicídio e também conhecemos quem ele de fato era, para além da fama de brigão que o acompanhava na escola. Tanto Evan, quanto Connor são garotos solitários, que não tem muitos amigos, mas que lidam com essas questões de maneira bem diferente.

Embora tenha descrições bem claras e personagens profundos, fica claro que o livro não é tão bom quanto o musical que o inspirou, afinal, quando a trama é passada para o livro, se perde a parte mais importante do musical: os números musicais. Por isso parece lógico que seja mais interessante assistir ao musical quando existe essa possibilidade, no entanto, é claro que a maioria das pessoas não tem acesso ao musical e o livro vem como uma opção para quem quer conhecer a história, mas não pode assistir o musical ou não gosta de musicais.

Nesse aspecto, Querido Evan Hansen é uma boa ideia, já que transmite a ideia e a trama, que é sim bem interessante, para um grupo bem maior do que o público do musical.

A leitura de Querido Evan Hansen é rápida e fácil, nos apegamos a Evan bem rápido, principalmente porque estamos dentro de sua cabeça o tempo todo e conseguimos compreender o que ele está sentindo e fazendo, mesmo que não necessariamente concordemos com suas ações. Quando o livro explana o ponto de vista de Connor, entendemos melhor ainda toda a história, o que faz de Querido Evan Hansen uma trama sobre empatia, onde precisamos nos colocar no lugar desses personagens, mesmo que nunca tenhamos nos sentido como eles, para compreender e absorver essa história e as suas mensagens.

Talvez para quem assistiu o musical, Querido Evan Hansen soe meio sem sentido, mas ele é uma boa forma de difundir a história e de alcançar quem não gosta do gênero e ainda trazer mais público para a obra original.

Título no Brasil: Querido Evan Hansen

Título original: Dear Evan Hansen

Autores: Val Emmich, Steven Levenson, Benj Pasek

Tradução: Guilherme Miranda

Gênero: Young Adult, Contemporâneo

Ano de lançamento: 2018

Editora: Seguinte

Número de Páginas: 336

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s