livros

Nunca É o Bastante: A História do The Cure, Jeff Apter

“É como um paradoxo. Acho que quanto mais jovem você é, mas se preocupa em envelhecer”- Robert Smith

Como o próprio nome diz, Nunca É o Bastante: A História do The Cure é uma biografia do The Cure, que aborda a carreira da banda e um pouco da vida pessoal de seus integrantes.

Nunca É o Bastante: A História do The Cure começa narrando a origem da banda e para tal, precisa voltar para a origem de seus integrantes, falando sobre suas famílias, infâncias e adolescências, até o momento em que eles se conheceram.

O livro acompanha toda a carreira da banda, passando em detalhes por cada um dos discos e inclusive, explicando as origens e as inspirações de cada uma das músicas e assim, fazendo uma explanação bem competente em relação ao trabalho da banda. Através desses elementos, o autor também consegue falar dos sucessos e dos fracassos, dos shows, das produções dos discos e dos altos e baixos da banda.

Porque o livro é bem focado na carreira e dá detalhes muito específicos sobre as gravações dos discos, ele é uma boa pedida para os músicos, que vão se sentir dentro das sessões de gravação e vão compreender melhor os termos e técnicas citadas. Para o público normal, todos esses detalhes podem soar um pouco tediosos.

Nunca É o Bastante: A História do The Cure no entanto, fala pouca coisa sobre a vida pessoal de seus integrantes, o que é um defeito, já que quando alguém se propõe a ler uma biografia e portanto, mergulhar na vida de alguém ou de vários alguéns, essa pessoa geralmente está interessada em todos os detalhes dessa vida, mesmo as questões pessoais. Robert Smith, o vocalista da banda e também o integrante mais famoso, é o que mais tem a vida pessoal explorada em Nunca É o Bastante: A História do The Cure, sabemos um pouco sobre seus pais, irmãos, e sobre seu casamento com a namorada de longa data, Mary Poole.

O livro é bom, no entanto, em contemporizar o The Cure no mundo e na história da música, e assim, ressalta a importância da banda e tudo e todos que o The Cure influenciou. Nunca É o Bastante: A História do The Cure também deixa claro o quão diversificada a banda é, uma vez que eles escrevem músicas tristes e deprimidas, com letras que beiram ao terror, ao mesmo tempo que conseguem escrever hits alegres, com letras românticas, que fizeram grande sucesso com o público geral.

Nunca É o Bastante: A História do The Cure é uma boa pedida para quem é muito fã da banda e já sabe muito sobre eles, já que o livro não tem tanta informação assim e que tudo que aparece aqui soa mais como uma complementação do que uma biografia completa.

A leitura por outro lado, é rápida e relativamente fácil, ela se torna um pouco mais cansativa com o tempo, ainda mais para quem não tem tanto interesse na parte técnica da música, que aqui ganha bastante destaque.

Embora não tenha tanta informação e deixe a desejar em relação as vidas pessoais de seus integrantes, Nunca É o Bastante: A História do The Cure não é um livro ruim e pode agradar os fãs da banda e divertir quem sabe pouco sobre o assunto.

Título no Brasil: Nunca É o Bastante: A História do The Cure

Título original: Never Enough: The Story of the Cure

Autor: Jeff Apter

Tradução: Ligia Fonseca

Gênero: Música, Não Ficção, Biografia

Ano de lançamento: 2006

Editora: Ideal

Número de Páginas: 336

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s