filmes

Filme: Uma História de Família, 2019

O presidente (Yuichi Ishii) de uma empresa que “aluga” atores para substituírem entes queridos, chamada Family Romance, Ltda, é contratado por uma mulher para se fazer passar pelo pai da filha (Mahiro Tanimoto) dela, de quatorze anos, que nunca conheceu o verdadeiro pai. A ideia é que a menina acredite que o homem é seu pai verdadeiro.

A jovem, a princípio, está reticente, mas aos poucos começa a gostar do pai e se abrir com ele. O homem também começa a se apegar a adolescente e passa a questionar se o serviço que vende é completamente ético.

O centro da trama de Uma História de Família é a empresa Family Romance, Ltda, cujo protagonista é o presidente. A Family Romance, Ltda é especializada em “alugar” atores para desempenharem papéis em eventos sociais e de trabalho, para tal, um cliente entra em contato com a empresa, lhe passa detalhes sobre a pessoa em questão e explica em que evento o ator deverá aparecer.

Durante o filme, o telespectador assiste algumas outras pessoas que contratam os serviços da empresa, como umaa família que precisa de um pai para acompanhar a filha até o altar, já que o pai verdadeiro é alcoólatra ou uma mulher que deseja reviver o momento em que ganhou um prêmio e contrata a empresa para refazer a cena.

O contrato mais polêmico, no entanto, é o do homem contratado para se passar pelo pai de uma adolescente, que nunca conheceu seu pai verdadeiro. A menina acredita que aquele é mesmo o seu pai e logo os dois estão muito envolvidos e vivendo uma relação que é muito próxima a de um pai com uma filha. A adolescente passa a contar segredos para ele e o homem tenta advogar pela liberdade e pelas vontades da adolescente com a mãe. O relacionamento dos dois faz com que o homem comece a questionar a própria empresa e se perguntar se o que eles fazem é de fato, ético.

Uma História de Família é uma ficção, mas tem um tom documental do começo até o fim, tanto que pode, inclusive, deixar o telespectador em dúvida, pelo menos no começo. Várias cenas do filme, por exemplo, são filmadas de longe, sem se aproximar dos personagens, dando a entender que aquelas interações são apenas ações comuns, que o cineasta acompanha, as imagens também são de baixa qualidade, como se ele filmasse de maneira quase amadora.

Claro que se ele realmente fosse um documentário, seria um documentário bem diferente, sem entrevistas dadas de maneira direta para a câmera e sem muita informação ou explicação, mas como não existe uma única forma de se fazer um documentário, é plausível confundir.

Mas fica claro que aquilo tudo é ficção, já que Uma História de Família tem cenas que são claramente encenadas, por isso, a sensação que se tem é que o filme é um híbrido entre a ficção e o documentário, sem esclarecer em nenhum momento o que ele exatamente é.

A ideia parece ser trazer essa história para o mundo real, já que quando o telespectador imagina que uma empresa como Family Romance, Ltda realmente existe, ele também começa a pensar na possibilidade de ser substituído ou de substituir alguém em algum momento da vida e também se questiona se isso é razoável ou ético.

Em muitos sentidos, a trama do filme soa muito próxima a de uma ficção cientifica ou de uma distopia, onde entes queridos podem ser trocados por outras pessoas para que pessoas resolvam situações embaraçosas ou possam recuperar uma sensação perdida, a ideia é interessante e também pode servir como uma crítica a tecnologia, que mais cedo ou mais tarde, substituirá o ser humano – a cena em que o protagonista vai a um hotel onde os atendentes são todos robôs aumenta ainda mais essa sensação -, mas ainda assim, é um pouco confusa.

O fato do filme não se aprofundar em nada completamente e orbitar entre a ficção e o documentário, também atrapalha um pouco. É difícil saber qual exatamente é a proposta de Uma História de Família e o filme vai ficando cansativo com o tempo.

É verdade que Uma História de Família apresenta uma premissa interessante e criativa e que o filme se segura por um tempo, mas é uma pena que ele não desenvolva bem um tema que poderia trazer ótimas reflexões. O longa chega aos cinemas no dia 28 de outubro.

Título no Brasil: Uma História de Família

Título original: Family Romance, LLC

Direção: Werner Herzog

Gênero: Drama

Nacionalidade: Estados Unidos

Ano: 2019

Duração: 1h 29min

Elenco: Ishii Yuichi, Mahiro Tanimoto, Miki Fujimaki, Takashi Nakatani, Airi Coats

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s