livros

Contos da Rua Brocá, Pierre Gripari

“Quanto a mim, as únicas histórias que me interessam mesmo são aquelas que, com toda a certeza, nunca aconteceram, nunca acontecerão e nem poderão acontecer. Acho que uma história impossível, pelo simples fato de não ter necessidade de nenhuma documentação ou ideologia para se justificar, certamente contém muito mais de verdade profunda do que uma história simplesmente plausível” – Prefácio

Em Contos da Rua Brocá, o autor Pierre Gripari se reúne a algumas crianças e anota as histórias que elas contam.

A ideia de Contos da Rua Brocá é bem interessante, já que o sentido é que o livro tenha uma série de histórias escritas pelas crianças, sem muitas modificações, é claro que Gripari tornou as histórias mais palatáveis e compreensíveis, mas as ideias originais são das crianças da região.

Por isso, Contos da Rua Brocá apresenta uma série de histórias bem infantis, como a de uma batata que faz amizade com uma guitarra, ou uma fada que vive dentro da torneira de uma casa, mas é exatamente esse o objetivo do livro: contos escritos por crianças para crianças.

Os contos que fazem parte do livro têm, no entanto, um ar de conto de fadas e de fábulas, porque geralmente usam de elementos sobrenaturais e fantásticos e na maioria das vezes tem como protagonistas animais e seres inanimados.

O livro é sem dúvida interessante e parte de uma proposta relativamente inovadora, é muito divertido, por exemplo, ver o que as crianças criaram e o que elas imaginam quando pensam nessas histórias, mas é natural que os contos soem bobinhos para quem é adulto – ainda que bem criativos, já que crianças não tem costume de se autocensurar, portanto falam a primeira coisa que eles pensam por mais surreal que seja -.

Por outro lado, para as crianças, que são o público-alvo de Contos da Rua Brocá, o livro certamente é muito divertido e a tendência é que as histórias agradem.

A leitura é rápida e engraçada, os contos são curtos, afinal são escritos para crianças, e rápidos de ler, o que é ótimo.

Claro que para um adulto que já entrou em contato com histórias e tramas mais complexas, Contos da Rua Brocá pode soar um pouco tedioso, mesmo com sua leitura fluída, mas a obra não é pensada para adultos e para o público-alvo, Contos da Rua Brocá não só parte de uma premissa interessante, como também tem o tamanho certo e os contos ideais.

Título no Brasil: Contos da Rua Brocá

Título original: Contes de la rue Broca

Autor: Pierre Gripari

Tradução: Claudia Scatamacchia

Gênero: Infantil

Ano de lançamento: 1967

Editora: Martins Fontes

Número de Páginas: 224

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s