livros

Lost Boy, Christina Henry

“Was this, too, part of growing up? Was it facing the bad things you’d done as well as the good, and knowing all your mistakes had consequences?”

“Isso também não fazia parte de crescer? Enfrentar o que você fez de mal e o que você fez de bom, sabendo que todos os seus erros têm consequências?” – Traduzido livremente por Fernanda Cavalcanti

Jamie vive na Terra do Nunca e é uma espécie de braço direito de Peter Pan, o líder do local. Jamie foi o primeiro Menino Perdido a chegar e hoje sua função é cuidar dos novos meninos que aparecem sempre na Terra do Nunca.

Ele logo se apega a Charlie, um garoto que é pequeno demais para estar ali, mas isso desperta o ciúme de Peter e a relação de amor e ódio que existe entre Peter e Jamie toma caminhos incalculáveis e terríveis.

Lost Boy é uma releitura de Peter Pan, de J.M. Barrie, que acompanha a infância do Capitão Gancho, vilão do livro original. A ideia por trás de Lost Boy é bem próxima da de livros como Wicked: A História Não Contada Das Bruxas De Oz, que acompanha a juventude de Elphaba, a bruxa malvada do Oeste, de O Mágico de Oz e nesse sentido, é quase como um livro de origem do vilão, onde se tenta explicar como o Capitão Gancho se tornou o Capitão Gancho que conhecemos.

Mas Lost Boy propõe uma origem bem diferente para Gancho, ainda que muito criativa: no livro, ele chegou na Terra do Nunca pelas mãos do próprio Peter, que o trouxe para fazer companhia para ele, e foi assim que os Meninos Perdidos surgiram. Depois disso, Peter começou a trazer cada vez mais meninos, de quem Jamie, o futuro Capitão Gancho, que nessa época ainda tinha as duas mãos, cuidava.

Mais do que isso, o vilão de Lost Boy não é o Capitão Gancho, que é o narrador em primeira pessoa do livro, mas sim Peter Pan, que aqui é descrito como egoísta e infantil, mas também muito cruel. A personalidade de Peter, no entanto, parece muito próxima, ainda que exagerada, da versão que é apresentada no livro de Barrie. Na obra original, Peter de fato comanda a Terra do Nunca como uma espécie de ditador e exige que todos que estão lá se comportem da maneira que ele deseja, e isso está presente em Lost Boy.

É interessante que o livro inverta totalmente os papeis, ainda mais quando pensamos que Peter Pan é um conto de fadas moderno, que geralmente usa de maniqueísmo para descrever seus personagens, nesse tipo de história, que normalmente tem como intenção passar algumas mensagens para as crianças, quem é bom é bom, apesar de tudo e quem é mal é mal, em qualquer situação.

Peter Pan, de Barrie, é muito claro em relação a Gancho, ele é um vilão terrível, que caça Peter, o protagonista, pela Terra do Nunca e que está até disposto a jogar crianças ao mar, mas Peter é um mocinho, que está aberto a interpretações, ele é um personagem que é idealizado, especialmente por Wendy, e que ganhou faces ainda mais amáveis nas produções audiovisuais que foram inspirados no livro, mas ele tem defeitos muito claros, que o autor não faz questão nenhuma de esconder. Peter não é um super-herói, ele é uma criança, mimada e egoísta, que tem poderes demais.

Mas Lost Boy não deixa tão claro assim como que Jamie virou o Capitão Gancho, o leitor até entende sua frustração, sua raiva e sua decepção em relação a Peter, mas não é tão fácil compreender como que ele passou de um menino inocente e bom para um pirata sanguinário, tudo bem que, na teoria, muitos anos se passaram entre o que Henry propõe em Lost Boy e o que acontece em Peter Pan, mas a sensação é que não existe caminho para que esse personagem em específico tenha se tornado o vilão da obra de Barrie.

Lost Boy também tem uma leitura um pouco lenta, o que pode deixar o livro parado e um pouco chato. A ideia de Henry é, bem interessante e uma trama que explica o passado do Capitão Gancho é relativamente inovadora, mas Lost Boy não funciona tão bem assim.

Embora parta de uma premissa criativa, Lost Boy não é um livro tão empolgante e acaba decepcionando o leitor.

Título original: Lost Boy

Autora: Christina Henry

Gênero: Fantasia, Terror, Young Adult

Ano de lançamento: 2017

Editora: Titan Books Ltd

Número de Páginas: 320

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s