livros

A Song for the Dark Times, Ian Rankin

O detetive aposentado John Rebus recebe uma ligação de sua filha, Samantha, dizendo que o marido dela, Keith Grant, está desaparecido a dois dias. Rebus então, se dirige a cidadezinha onde a filha mora, sabendo que a culpa do sumiço de Grant vai recair sobre Samantha, e determinado a investigar o que quer que aconteceu com ele.  

Ao mesmo tempo, a antiga parceira de Rebus, Siobhan Clark está investigando a morte de Salman bin Mahmoud, um estudante saudita, que parece ter sido motivada por xenofobia.

A Song for the Dark Times faz parte de uma série de livros estrelada pelo detetive John Rebus.

A Song for the Dark Times é uma ficção de detetive, que tem um formato até bem parecido com outras séries de livros que são estreladas por um detetive só, mas que podem ser lidos fora de ordem. Aqui acompanhamos o detetive John Rebus depois de sua aposentadoria, embora ele ainda mantenha contato com seus antigos colegas de trabalho, é perfeitamente possível entender a trama do livro sem saber a história pregressa dos personagens, porque Ian Rankin nos dá todos os elementos que precisamos para ler essa história. Talvez quem leu outros livros da série consiga compreender alguns detalhes mais específicos, mas A Song for the Dark Times pode ser lido como um livro único.

O mistério do livro é um caso muito próximo de Rebus, já que envolve sua filha, Samantha e o marido dela, que desapareceu sem deixar vestígios. Pela sua experiência, Rebus logo percebe que Samantha vai se tornar a principal suspeita do caso, já que para piorar, ela ainda admite que estava tendo um caso, e por isso, ele resolve descobrir o que aconteceu com Grant.

A Song for the Dark Times então, segue a cartilha básica do livro do detetive, onde Rebus se coloca na pequena cidade onde Samantha vive e começa a procurar pistas e suspeitos, mas o livro tem mais alguns elementos. Existe por exemplo, um certo questionamento moral por parte de Rebus, já que ele mesmo admite que Samantha pode de fato ter sido a culpada, mas não consegue lidar com a possibilidade de ela ser presa, mas isso não é muito explorado.

O livro também tem uma investigação em segundo plano feita por Shiv, a antiga parceira de Rebus, que envolve o assassinato de um jovem saudita, que a investigadora acredita estar relacionado ao brexit, o que dá um ar bem atual a A Song for the Dark Times, mas diferente da investigação da morte de Grant, que é muito explorada, o caso de Mahmoud não ganha tanto destaque.

Claro que a investigação de Rebus é interessante e o livro é bem escrito, no entanto, para quem já está acostumado com esse tipo de leitura e lê o gênero com frequência, A Song for the Dark Times pode soar repetitivo, embora seja relativamente realista.

A trama também é um pouco confusa, já que tem muitos personagens, que aparecem de maneira rápida e até meio repentina, o que pode deixar o livro um pouco cansativo.

A Song for the Dark Times é um livro que vai agradar os fãs do autor e do personagem, e que traz à tona temas atuais, mas pode se tornar tedioso para quem não está tão mergulhado na trama.

Título original: A Song for the Dark Times

Autor: Ian Rankin

Gênero: Suspense

Ano de lançamento: 2020

Editora: ORION PUBLISHING OME

Número de Páginas: 379

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s