livros

História do Novo Sobrenome, Elena Ferrante

“’Você ama pela vida inteira pessoas que nunca sabe realmente quem são’”.

Na segunda parte da tetralogia Napolitana, Lila acabou de se casar com Stefano, mas já percebeu que o casamento não irá funcionar, enquanto Elena continua seus estudos e sonha com a faculdade.

Lila tem dificuldades para engravidar, e a família de Stefano continua a cobrando para que tenha um filho, por isso, ela resolve tirar umas férias como sugestão do médico, que diz que ela não engravida em função do stress que passa na loja da família do marido, e convida Elena para ir com ela.

Lá as duas reencontram Nino Sarratore, por quem Elena é apaixonada desde criança, e Elena acredita que tem, finalmente, uma chance com ele, até que começa a notar que Nino e Lila estão se apaixonando.

História do Novo Sobrenome é precedido por A Amiga Genial e seguido por História de Quem Vai e de Quem Fica e História da Menina Perdida.

Em História do Novo Sobrenome, as melhores amigas Elena e Lila parecem já estarem mais separadas do que nunca, isso porque Lila parou seus estudos e se casou com Stefano Caracci, em busca de dinheiro e prestígio, e Elena segue firme e forte na escola e preza muito mais pela sua educação. Elena discorda do casamento da amiga, mas Lila não vê outra forma de sair da vida que leva. O casamento, no entanto, já começa a degringolar na lua de mel, depois que Stefano se mostra extremamente violento, e isso, mais uma vez aproxima Lila e Elena.

O livro então, passa a descrever a vida dessas duas adolescentes, que parecem estar em lados opostos: Elena, uma estudante brilhante, e Lila, uma mulher casada, que trabalha na loja do marido e que sofre pressões para engravidar. Logo outros personagens vêm à tona, como o irmão de Lila e sua esposa, que já está grávida, e Nino Sarratore, um estudante inteligente, por quem Elena é apaixonada desde criança e que as duas amigas encontram enquanto passam férias.

Em muitos sentidos, História do Novo Sobrenome é um livro que retrata elementos comuns da vida, embora fale especificamente de uma época e de um local, como estudo, carreiras, casamento, namoros, desentendimentos amorosos e de amizade e a escolha – ou não – de ter filhos, mas o livro retrata alguns acontecimentos específicos e de certa maneira, extraordinários, que só fazem sentido na vida dessas personagens e dentro do contexto em que elas vivem.

O grande mote do livro – e da série – é a amizade entre Elena e Lila, que aqui é explorada em todos os aspectos. No primeiro livro, A Amiga Genial, as duas são inesperáveis e praticamente vivem dentro de um universo próprio só das duas, mas a amizade tem altos e baixos, porque Lila tende a chamar sempre mais atenção do que Elena, nesse segundo volume, essa dinâmica continua, as duas começam separadas, mas se unem, e o leitor tem a impressão de que elas não conseguem ficarem longe uma da outra, até quando Elena percebe que Lila e Nino estão se apaixonando, ela se mantém fiel a amiga.

Mas a amizade entre Elena e Lila é complicada, ainda que cheia de amor e compreensão, Lila é uma personagem complexa, que Elena, que narra o livro em primeira pessoa, não compreende totalmente, mas sempre apoia. O fato da vida das duas serem completamente diferentes também as afasta em determinados momentos.

Também é interessante que o livro se preocupe especialmente em narrar a vida de personagens femininas, sabemos mais sobre Elena que narra a história, mas a narradora preenche os períodos da vida de Lila, inclusive os momentos em que elas estão separadas, com coisas que ela ouviu e que soube depois – o livro é narrado do futuro, de quando Elena já é uma senhora e recebe a notícia de que Lila desapareceu -, os personagens masculinos aqui são maridos, namorados, irmãos e interesses românticos e pouco sabemos sobre eles ou o que sentem, já que Ferrante narra apenas com os sentimentos das personagens femininas e mais especificamente de Elena e Lila.

A leitura também é rápida e muito prazerosa, apesar do livro ser grande, Ferrante escreve muito bem e os personagens da obra são muito interessantes e complexos. História do Novo Sobrenome é um livro cheio de camadas, que não só explora a amizade complexa de Elena e Lila, como também fala sobre a situação da mulher na Itália dos anos 50 e 60 e suas relações com os homens que parecem dominar tudo.

História do Novo Sobrenome é um ótimo livro, que retrata a adolescência de suas personagens de forma vivida e realista, enquanto aborda diversos temas e as relações difíceis, mas cheias de amor de Elena e Lila.

Título no Brasil: História do Novo Sobrenome

Título original: Storia del nuovo cognome

Autora: Elena Ferrante

Tradução: Maurício Santana Dias

Gênero: Contemporâneo

Ano de lançamento: 2012

Editora: Biblioteca Azul

Número de Páginas: 472

Foto: Fernanda Cavalcanti

2 comentários em “História do Novo Sobrenome, Elena Ferrante”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s