livros

História de Quem Foge e de Quem Fica, Elena Ferrante

“‘Cada um conta a própria vida como acha melhor’ “.

Elena finalmente conseguiu sair de Nápoles, se formou na faculdade, se casou com um colega de classe, provindo de uma família importante e escreveu e publicou um livro de relativo sucesso. Sua escalada social é impulsionada não só pelo seu trabalho, mas também pelo poder que a família de Pietro, seu marido, tem. Ainda assim, ela se sente deslocada e se pergunta se tomou o caminho certo.

Já Lila que fugiu do marido, Stefano, se muda para um lugar ainda pior e sustenta seu filho trabalhando em uma fábrica onde sofre assédio moral e sexual, e com a ajuda de Enzo, um amigo de infância apaixonado por ela, mas que ela mantém sempre distante.

Enquanto Lila se envolve cada vez mais em questões políticas, Elena vira mãe e passa a ter dificuldade para conciliar sua carreira e sua vida pessoal e as duas se aproximam mais uma vez.

História de Quem Foge e de Quem Fica é o terceiro livro da tetralogia Napolitana e é precedido por A Amiga Genial e História do Novo Sobrenome.

Em História de Quem Foge e de Quem Fica acompanhamos Elena e Lila já na idade adulta, quando o livro começa Lila terminou seu romance com Nino e seu casamento com Stefano e aceitou viver com Enzo, seu amigo de infância, com quem ela não mantém nenhum tipo de relação romântica ou sexual, a vida dos dois, no entanto, não é fácil e ela passa a trabalhar em uma fábrica. Enquanto a vida de Elena parece estar de vento em popa, já que ela não só conseguiu terminar a faculdade, como escreveu um livro e conseguiu que ele fosse publicado através dos conhecidos de sua sogra, Adele.

Mais uma vez, elas estão sem se falar direito, ainda que o amor e amizade entre as duas sejam óbvios e que o leitor possa supor que logo elas vão retomar contato. A vida das duas também começa a tomar rumos inesperados e tudo muda rapidamente: Lila começa a se envolver com política, uma vez que passa a questionar as condições de trabalhos precárias e abusivas da fábrica e Elena, que deseja escrever um segundo livro antes de ter filhos, engravida logo depois que se casa e antes que consiga perceber se vê com duas filhas.

As duas então, se aproximam, afinal de contas, Lila já foi uma mãe recente, que não sabia como lidar com o filho, e elas voltam a conversar, principalmente por telefone. É interessante quando a situação das duas começam a se inverter: Lila e Enzo começam a estudar sobre computadores e logo descobrem uma vocação, que pode, finalmente, lhes dar algum prestígio, já Elena tenta escrever com as duas filhas pequenas, mas não tem sucesso e quando tenta ser apenas mãe e esposa, se sente frustrada. O marido, que é um intelectual e que ela acreditava que jamais a trataria como os homens de Nápoles tratam as mulheres, se mostra não muito diferente do que Elena via na infância.

Mais uma vez, o livro aborda questões muito comuns a vida de boa parte das pessoas, História de Quem Foge e de Quem Fica fala sobre o começo da vida adulta, casamentos, carreiras, relacionamentos e a chegada dos filhos, e como acontece nos volumes anteriores, o grande diferencial aqui é como essas duas personagens encaram essas questões e também como seus pontos de vistas mudaram com o tempo, já que as duas vieram do mesmo lugar e pensavam de maneira semelhante, mas se tornaram mulheres muito diferentes uma da outra. A relação de Elena com suas duas filhas, por exemplo, é um assunto muito interessante e que diz respeito não só a vida das mulheres na época em que a trama se passa, mas ainda nos dias de hoje, Elena ama as filhas e se vê obrigada a escolher entre cuidar delas e escrever outro livro, enquanto seu marido, segue escrevendo um livro interminável e não a ajuda a criar as duas meninas. O assunto é recorrente na obra de Ferrante, que analisa os prós e os contras da maternidade com frequência e de maneira honesta, como também vemos em A Filha Perdida. Muito do que acontece aqui, inclusive, parece se espelhar no outro livro da autora.

Nesse livro, Elena também tem contato com o feminismo pela primeira vez e sua maneira de ver a vida e escrever mudam. A tetralogia Napolitana é escrita inteiramente do ponto de vista de uma personagem feminina e retrata basicamente a vida de mulheres, a obra de Ferrante é, de maneira geral, cheia de perspectivas femininas e também feministas, por isso, essa conexão da personagem, que já tinha pensamentos feministas desde o início da série, é bem importante.

O ponto pacífico aqui, assim como nos livros anteriores, é a amizade entre Elena e Lila, que é constante, mesmo quando elas, aparentemente se odeiam e discordam uma da outra e é tão amorosa, quanto problemática. É quase como se uma se mirasse na outra e usasse a outra como apoio, por isso a vida das duas se espelham, inclusive no que diz respeito ao gosto por homens.

Ferrante então, mergulha em uma série de assuntos, que vão desde a situação da mulher na Itália dos anos 50 e 60, até as mudanças sociais do país, enquanto narra a vida dessas duas amigas. A prosa, mais uma vez, é maravilhosa e é fácil se perder nas palavras da autora, enquanto é sempre ótimo acompanhar a vida dessas duas personagens que já conhecemos a um tempo. História de Quem Foge e de Quem Fica é bem mais dinâmico que História do Novo Sobrenome e a leitura é muito rápida, mesmo o livro sendo grande.

História de Quem Foge e de Quem Fica é certamente um dos melhores livros da série e acompanha com perfeição o começo da vida adulta de Elena e Lila, e ao mesmo tempo que fala com seus leitores, consegue transmitir com perfeição as peculiaridades do tempo e espaço em que essas personagens vivem.

Título no Brasil: História de Quem Foge e de Quem Fica

Título original: Storia di chi fugge e di chi resta

Autora: Elena Ferrante

Tradução: Maurício Santana Dias

Gênero: Contemporâneo

Ano de lançamento: 2013

Editora: Biblioteca Azul

Número de Páginas: 416

Foto: Fernanda Cavalcanti

Um comentário em “História de Quem Foge e de Quem Fica, Elena Ferrante”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s