Adaptações, filmes

Filme: Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot, 2020

O Rei Arthur (Richard Short) deixou Camelot para lutar contra o Império Romano e seu filho ilegítimo, Mordred (Joel Phillimore) tomou o poder. Mordred pretende se casar com a rainha Guinevere (Stella Stocker) e modificar a corte de seu pai.

Enquanto isso, Arthur não consegue retornar e precisa da ajuda de seus cavaleiros e de Merlin (Richard Brake).

As lendas Arthurianas são, como o próprio nome diz, lendas, e por isso, é impossível determinar qual é a história original, tecnicamente, não existe versão original, mas sim várias versões que respeitam alguns cânones. Partindo desse princípio, não se pode dizer que nenhuma adaptação das lendas Arthurianas não é fiel. Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot, por exemplo, se passa em um período que aconteceria depois do que as lendas retratam.

Aqui Arthur já é um homem de meia idade, que saiu de Camelot e perdeu seu trono para seu filho, Mordred. Arthur não consegue voltar e enquanto isso, Mordred modifica tudo que ele fez em Camelot e aterroriza sua madrasta, a rainha Guinevere. Os elementos mais comuns da lenda, como a retirada da espada da pedra, a távola redonda e o poderoso reino que Arthur criou e comandou, são apresentados ao telespectador através de flashbacks, que vem a Arthur através de alguns sonhos delirantes.

Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot segue alguns dos cânones das lendas, como por exemplo, a existência de Mordred e o fato dele ser o vilão de toda a história, ou a relação de Arthur com Merlin e Lancelot (Tim Fellingham), mas parece querer dar um final diferente a trama já tão conhecida.

O filme se passa na idade média, mas tem alguns aspectos de sua trama um pouco modernizados, o que faz sentido, afinal, embora a lenda seja famosa até hoje porque, de alguma maneira, conversa com a atualidade, ela ainda tem aspectos ultrapassados.

O filme se preocupa em escalar atores não brancos, uma prática comum atualmente, mas que alguns anos atrás seria impensável. Também existe uma óbvia tentativa de aumentar e dar mais importância as personagens femininas, que historicamente, não tem muito papel nas lendas Arthurianas – com exceção da obra de Marion Zimmer Bradley, As Brumas de Avalon, que narra a história do ponto de vista das mulheres da vida de Arthur -, Guinevere está desprotegida em Camelot e precisa lidar com os assédios de Mordred, mas o encara de frente e continua repetindo que ele não é e nunca será o rei, e o filme tem outras personagens femininas, que não fazem parte da lenda, mas que são relativamente fortes, como Vortigone (Jennifer Matter), uma espécie de conselheira de Mordred e Laudine (Audrey L’Ebrellec), uma guerreira, encarregada de encontrar Arthur.

Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot apresenta uma versão diferente da tradicional de Merlin, aqui ele não é um senhorzinho de barba, que só tem palavras de amor e aprendizado para Arthur, ele ainda é uma espécie de conselheiro para o rei, mas não é um senhor e tem uma abordagem um pouco mais agressiva. Essa não é exatamente uma novidade, já que a série de livros As Crônicas de Artur, de Bernard Cornwell e a série da Netflix, Cursed – A Lenda do Lago usam de conceitos parecidos, mas a imagem de um Merlin diferente do que vemos normalmente e do que o grande público conhece, é interessante.

Embora não exista versão oficial das histórias do Rei Arthur e seja impossível exigir fidelidade em qualquer obra que tenha esse tema como pano de fundo, nem tudo que é produzido é necessariamente um acerto. Grande parte do material que existe sobre o tema, inclusive, é bem decepcionante e falha em captar a essência da lenda. Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot se passa em um período cujo as lendas, normalmente, não cobrem, é quase como se o filme quisesse apresentar uma nova versão para o final das lendas, mas não funciona muito bem.

O longa, na realidade, não acrescenta muita coisa, muito do que vemos em cena já foi feito em outros filmes sobre o assunto e para quem espera ver uma versão mais clássica, com cenas conhecidas como a retirada da Excalibur da pedra, Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot certamente vai decepcionar. O filme é respeitoso com alguns dos cânones da história, mas ignora outros completamente, como por exemplo, a relação entre Guinevere e Lancelot, ou o fato de Mordred, o filho de Arthur, ser também filho de Morgana – que não é sequer citada no filme -, irmã de Arthur. Ambas as tramas estão presentes em praticamente todas as versões.

Claro que todas essas questões poderiam ser relevadas e Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot poderia ser visto como uma nova versão da lenda, o que é bem-vindo, mas a produção do filme deixa muito a desejar, seja por seu roteiro, bem bobinho, seja pelas questões técnicas, que não são bem cuidadas. Embora o elenco não seja péssimo, é difícil apontar alguém que esteja muito bem no filme, todos parecem meio mecânicos, dando a entender que não houve muito esforço na produção.

Para além disso, Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot é um filme parado, que se divide em três períodos: Arthur tentando voltar para casa, Mordred em Camelot e os flashbacks de Arthur, que são rápidos e quase sem nexo. A parte de Mordred é um pouco mais interessante, também porque temos acesso a alguns cavaleiros que ainda se encontram na corte, mas a parte de Arthur, que deveria ser a mais instigante, afinal, ele é o protagonista, é só uma caminhada eterna.

Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot não parece disposto a seguir as versões mais famosas da lenda, mas isso por si só, não é um problema, o que atrapalha mesmo é seu roteiro preguiçoso e parado e sua produção descuidada.

Título no Brasil: Arthur & Merlin: Cavaleiros de Camelot

Título original: Arthur & Merlin: Knights of Camelot

Direção: Giles Alderson

Gênero: Ação, Aventura, História

Ano: 2020

Duração: 1h 30 min

Elenco: Richard Short, Tim Fellingham, Richard Brake, Jennifer Matter, Stella Stocker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s