Adaptações, filmes

Filme: Cyrano, 2021

Cyrano (Peter Dinklage) é ótimo com as palavras e sabe lutar muito bem, mas é inseguro em relação a sua aparência, porque sofre de nanismo. Ele é apaixonado por Roxanne (Haley Bennett), que só o vê como amigo.

Roxanne se apaixona por Christian de Neuvillette (Kelvin Harrison, Jr.) e é retribuída, mas ele tem dificuldade para se comunicar e pede que Cyrano o ajude a escrever cartas para a amada dos dois, Cyrano aceita, pois não quer que Roxanne se decepcione com Christian.  

Cyrano é inspirado no musical de mesmo nome de 2018 e na peça Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand.

Cyrano de Bergerac é uma história tão clássica e tão conhecida – mesmo que não se conheça necessariamente sua origem – que existem uma série de obras que se inspiram, ainda que basicamente na trama da peça, desde adaptações mais fiéis, como Cyrano de Bergerac, de 1990, e adaptações mais modernas, como Roxanne, de 1987, até comédias adolescentes que bebem nessa fonte, como Sierra Burgess é uma Loser e Você nem Imagina. Cyrano é uma versão mais fiel, que se passa na mesma época da peça e que tem uma história similar, com pequenas mudanças.  

Em Cyrano, o protagonista não tem um nariz grande, como acontece na peça, mas sofre de nanismo e por isso, acredita que Roxanne, que é linda e gentil, nunca poderá amá-lo. Cyrano também é um musical, já em outros aspectos, a trama é bem parecida com a da peça.

Cyrano é um homem inteligente, que também sabe lutar, ele é respeitado pela comunidade onde vive e é apaixonado por Roxanne, que gosta bastante dele, mas que parece vê-lo apenas como amigo, Cyrano tem certeza de que ela nunca vai amá-lo, em função da sua aparência. Roxanne se apaixona por Christian, um novo cadete que chega à cidade e é retribuída. Mas Roxanne gosta de palavras bonitas e poesia e Christian não consegue falar quando está perto dela e escreve muito mal, e então, pede a ajuda de Cyrano. Cyrano passa a externar sua paixão por Roxanne através das cartas que escreve no nome de Christian e Roxanne se apaixona cada vez mais, a plateia se questiona se Roxanne ama Christian ou Cyrano, uma vez que ela gosta da aparência do primeiro, mas das palavras e da personalidade do segundo.

A ideia é bem interessante e embora a trama que envolve uma óbvia recusa a aparência de Cyrano – seja o nariz grande, seja o nanismo, ou qualquer outra característica que atribuem ao personagem nas suas várias versões – possa soar datada, de alguma maneira, ela fala com os dias de hoje, afinal, a história continua sendo adaptada das mais variadas formas. Nesse sentido, é bom que Cyrano traga uma nova versão, ainda que seja bem fiel a obra de Rostand.

Talvez um dos motivos pelos quais Cyrano de Bergerac continue sendo adaptado seja justamente o fato de que a obra questiona se a aparência é realmente tão importante. Roxanne é linda, gentil e inteligente, ela aprecia as palavras de Cyrano e de uma maneira geral, sua companhia, mas Christian, embora seja bonito, não é bom com as palavras e talvez não seja tão inteligente, enquanto Cyrano é considerado feio, quase sempre por ele mesmo, mas é inteligente e agrada Roxanne, ainda que ela realmente não pense nele como mais do que um amigo. A aparência parece ter um papel muito importante na relação dos dois, já que Roxanne claramente se apaixona pelo que Cyrano escreve, mas nem sequer o vê como uma opção. As diversas obras adaptadas de Cyrano de Bergerac questionam essa questão da aparência e eventualmente até do gênero de seus personagens, de maneiras diferentes.

Cyrano não é muito diferente da obra original, embora tente modernizar sua trama, também trazendo à tona essa questão e tentando resolvê-la de uma maneira que faça mais sentido para os anos 2020.

O fato de o filme ser um musical o torna mais instigante, e acrescenta uma camada nova a uma história antiga, as músicas dão uma cara diferente a essa trama que todo mundo conhece, mesmo que mal. Cyrano no entanto, se arrasta um pouco, o que pode deixar o final do filme, lento.

O filme também tem uma grande produção, os cenários são lindos e os figurinos também chamam muito a atenção, eles remetem ao século XVIII. Os vestidos de Roxanne, por exemplo, colocam ela no centro de todas as cenas em que ela aparece e tem cores fortes e chamativas, os figurinos de Cyrano e Christian já seguem padrões de cores menos chamativas, como se a ideia fosse que a plateia também se apaixonasse por Roxanne.

Cyrano tem ainda boas atuações, os três protagonistas se saem bem, mas o grande destaque é de Peter Dinklage – embora ele não cante tão bem – e Haley Bennett.

Cyrano não é um filme com grandes inovações, ele respeita muito a obra em que foi inspirado, ainda que a traga para os dias de hoje, mas cumpre bem o seu papel e é uma boa adaptação e um filme que diverte na maioria do tempo.

Título no Brasil: Cyrano

Título original: Cyrano

Direção: Joe Wright

Gênero: Drama, Romance, Histórico, Musical

Ano: 2021

Duração: 2h 3min

Elenco: Peter Dinklage, Haley Bennett, Kelvin Harrison Jr., Ben Mendelsohn, Bashir Salahuddin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s