livros, Quadrinhos

Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais, Joe Hill e Gabriel Rodriguez

A família Locke ainda tenta se acostumar com a nova casa e superar a morte do patriarca, quando os dois filhos mais velhos, Tyler e Kinsey ficam amigos de um novo morador da cidade, Zack Wells, sem imaginar que ele é, na realidade, a entidade que é inimiga da família Locke a gerações. Para o tio deles, Duncan, Zack parece familiar, mas ele não sabe apontar de onde.

Enquanto isso, o filho mais novo, Bode, segue em busca das misteriosas chaves que estão na mansão e descobre uma que pode, literalmente, abrir a cabeça de quem a usa.

Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais é a continuação de Locke & Key: Bem-vindo a Lovecraft.

O segundo volume de Locke & Key começa quase que no mesmo lugar que o primeiro terminou. Tyler, Kinsey, Bode e a mãe deles, Nina, conseguiram sobreviver a um ataque de uma entidade que vivia na mansão da família Locke e de um ataque do assassino do patriarca da família, mas Bode acabou descobrindo que a mansão está repleta de chaves, que podem fazer uma série de coisas. Ao mesmo tempo, a entidade conseguiu escapar e tomou a forma de um adolescente, que resolve se aproximar de Tyler e Kinsey.

O plano da entidade deu certo, Tyler se tornou amigo de Zach e Kinsey está se apaixonando por ele, mas Zach também é uma pessoa que já viveu na cidade de Lovecraft no passado, por isso, chama a atenção de Duncan, tio de Tyler, Kinsey e Bode, e de um dos professores da escola, que o acham familiar. Esse, aliais, é um dos pontos interessantes desse segundo volume, já que o leitor mergulha no passado da cidade e automaticamente, no passado de Duncan e Rendell, o pai dos protagonistas.

Também é bem legal que os leitores saibam que Zach é a entidade, mas que boa parte dos personagens não faça ideia disso. A graphic novel é narrada de pontos de vistas diferentes, inclusive da própria entidade, por isso, quem está lendo tem acesso a muitas informações que os personagens não têm, então, enquanto Tyler e Kinsey se encantam com Zach, o leitor se assusta, já que sabe sua verdadeira identidade.

Esse volume também dá bastante destaque a Bode, o irmão mais novo, que é ainda uma criança, mas que parece saber mais que os adultos e que os irmãos. Bode é o primeiro personagem a descobrir sobre as chaves que estão escondidas pela mansão e em posse desse conhecimento, ele resolve revistar a casa em busca de mais chaves e obviamente, encontra. Em Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais, Bode encontra uma chave que pode, literalmente, abrir a cabeça da pessoa que a utiliza – e as cenas que mostram isso são absurdamente aflitivas -, a partir daí é possível não só olhar o que cada pessoa pensa, mas também retirar e colocar pensamentos específicos.

Quem não aparece muito no livro é a mãe, Nina, que parece ter dado seu lugar na história para Duncan, de quem ficamos sabendo uma série de questões do passado.

Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais é sem dúvida, uma história interessante, que complementa toda a série e é também uma ótima continuação para Locke & Key: Bem-vindo a Lovecraft, por outro lado, a graphic novel é curtíssima e não tem tanta história ou tanta informação assim, por isso, esse segundo volume funciona mesmo como uma ponte entre o começo da série e o final.

Claro que quem tem interesse em ler toda a série, vai ter que passar pelo segundo volume, e ele é um bom trabalho, mas que não é tão interessante quanto o primeiro, que nos insere nesse mundo e tem mais preocupação em nos explicar toda a situação dos personagens.

A leitura de Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais é bem rápida, isso porque não só o livro é curto, mas também porque graphic novels geralmente tem leituras mais velozes mesmo. O fato de a história ser instigante e realmente prender o leitor é outro ponto que ajuda essa leitura rápida. A série Locke & Key tem um ar sinistro, uma vez que é uma história que trabalha muito no terror e traços agressivos, onde até os mocinhos parecem assustadores, o que aumenta ainda mais essa sensação, isso está presente tanto no primeiro volume, quanto nesse.

Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais não é melhor que seu antecessor, mas ainda é uma boa obra, que mantém a atenção e que prepara o leitor para os próximos volumes da série.

Título no Brasil: Locke & Key vol. 2: Jogos Mentais

Título original: Locke & Key, Vol. 2: Head Games

Autor: Joe Hill

Ilustrador: Gabriel Rodriguez

Gênero: Graphic Novel, Suspense, Terror

Ano de lançamento: 2009

Editora: Geektopia

Número de Páginas: 156

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s