livros, Sem categoria

A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista, Jennifer E. Smith

Hadley precisa viajar para Londres para o segundo casamento de seu pai, com uma mulher que ela ainda nem conhece, mas ela perde seu voo por quatro minutos e acaba presa em Nova York, enquanto espera o próximo voo. O que parece ser uma situação terrível muda quando ela conhece, por acaso, Oliver, um britânico que também espera seu voo para Londres e os dois acabam ficando amigos.

Logo eles descobrem que não só estão no mesmo voo, como também estão sentados em poltronas uma ao lado da outra e a viagem até Londres até parece passar mais rápido, enquanto Hadley vai se apaixonando por Oliver. Ela acredita que foi correspondida, mas eles se perdem no aeroporto no destino final.

Enquanto se dirige ao local onde vai acontecer a cerimônia de casamento do seu pai, Hadley se pergunta se é possível ter se apaixonado à primeira vista, se é recíproco e como ela pode reencontrar Oliver.

De início, A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista parece ser um livro bem mais adulto do que ele realmente é, isso porque Hadley, que é a protagonista soa como uma mulher já na casa dos vinte anos no começo. No entanto, logo descobrimos que na realidade, ela tem dezessete anos e que o livro é voltado para o público adolescente.

A história do livro é bem simples, mas é relativamente bem pensada: Hadley está viajando contra a sua vontade para Londres para ir ao casamento de seu pai com uma britânica que ela nunca sequer conheceu, ela está brava com o pai, odeia a futura madrasta e antes de chegar ao aeroporto, teve uma briga horrível com a mãe. Para piorar, ela perde o seu voo para Londres por mero quatro minutos.

Hadley então se vê presa no aeroporto por horas e calcula que chegará em Londres super atrasada para o casamento. Até que Hadley conhece Oliver, um inglês que também espera seu voo para Londres e os dois começam a conversar, até o momento do voo, os dois já estão, aparentemente, apaixonados.

A trama é meio clichê? Sim, mas a ideia do aeroporto e da protagonista perder o voo, o que a possibilita conhecer quem supostamente será o amor da sua vida, é interessante e chama a atenção. Mas claro que A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista é uma espécie de comédia romântica e é isso que se deve ter em mente quando se lê o livro.

A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista é um tanto quanto irrealista, justamente por toda essa armação que a autora cria: os personagens são extremamente jovens para saberem que encontraram o amor de suas vidas, a conversa que eles tem não é suficiente para que eles se apaixonem perdidamente em vinte e quatro horas e a ideia de uma maneira geral é muito simplista, mas o livro é escrito para adolescentes e é um romance, então, faz sentido que ele tenha seus aspectos idealizados e que não se aplicam a vida real.

Ele também é um pouco bobinho, é um livro muito inocente, mas mais uma vez, faz sentido dentro do que ele se propõe, a ideia parece ser esquecer um pouco a realidade quando se lê o livro e acompanhar esse romance bonitinho, água com açúcar e que claro, não é muito real.

A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista é um livro de romance, que se encaixa dentro dessa categoria perfeitamente, ele tem esse casal de protagonistas de quem os leitores devem gostar automaticamente, um protagonista masculino charmoso, gentil e inteligente, uma espécie de príncipe encantado moderno, e uma trama que faz com que o público-alvo acredite no amor e especialmente, no amor à primeira vista. Mas além disso, ele é um young adult, então, ele é ainda mais idealizado, já que é voltado para o público jovem.

Para quem gosta de romance, A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista é uma boa pedida, é fácil gostar e torcer para os personagens e os encontros e desencontros dos dois durante a trama prendem a atenção, quem não gosta do gênero, no entanto, pode se sentir meio cético em relação ao que está lendo.

A leitura de A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista é bem rápida e o livro é curtinho, a trama é bem dinâmica e instigante durante os períodos em que Hadley e Oliver estão se conhecendo no aeroporto e durante o voo, mas acaba se tornando um pouco parada e lenta depois que os dois chegam em Londres.

A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista não é um livro ruim, ele entrega o que ele promete e funciona como um romance, ainda que seja um pouco irrealista, ele provavelmente vai agradar os fãs do gênero.

Título no Brasil: A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista

Título original: The Statistical Probability of Love at First Sight

Autora: Jennifer E. Smith

Tradução: Camila Mello

Gênero: Young Adult, Romance, Contemporâneo

Ano de lançamento: 2012

Editora: Galera

Número de Páginas: 224

Foto: Fernanda Cavalcanti

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s