Adaptações, filmes

Filme: O Soro Maldito, 1971

O psicólogo Charles Marlowe (Christopher Lee) está estudando um soro que deixa as pessoas sem inibições e resolve testar o medicamento em si mesmo. É assim que ele se transforma em Edward Blake, o completo oposto de Marlowe, e que está propenso a cometer crimes e barbaridades.

A mudança de comportamento é tão absurda e abrupta que Utterson (Peter Cushing), amigo de Marlowe, passa a acreditar que o homem está sendo chantageado.

O Soro Maldito é inspirado no livro O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson.

O Soro Maldito é na realidade, bem fiel a obra que o inspirou, a única diferença que existe entre os dois produtos é a mudança do nome do protagonista, no livro o médico se chama Dr. Jekyll e o monstro Mr. Hyde, no filme o médico se chama Charles Marlowe e o monstro Edward Blake. Nesse filme também acompanhamos a trama do ponto de vista de Marlowe, então, temos acesso ao que está acontecendo com ele, enquanto no romance, que é narrado através de cartas, vamos descobrindo o que aconteceu junto com o amigo de Jekyll.

É claro que o romance tem um pouco mais de suspense, já que na teoria, quando ele está sendo lido, não se sabe qual é o mistério por trás do sumiço de Jekyll e do surgimento de Hyde, um homem rude e desagradável, mas a realidade é que O Médico e o Monstro é uma história tão famosa, que já ganhou tantas adaptações e já foi referência para tantas outras coisas, que é difícil imaginar que alguém não saiba pelo menos detalhes básicos da trama e isso inclui o grande segredo do final.

Ainda assim, O Médico e o Monstro é impactante e segue sendo uma obra importante, que fala sobre os freios sociais, os perigos de abrir mão deles e questiona até onde vai a nossa liberdade. O Médico e o Monstro é uma história atemporal e por isso segue sendo adaptada.

O Soro Maldito já entrega boa parte de seu mistério no começo, o que resta ao filme, no entanto, é ressaltar a diferença entre Marlowe, o bom doutor, e Blake, o criminoso terrível. As personalidades de fato são muito diversas, mas o filme abra caminhos para debates sobre quem realmente Marlowe era, independente de Blake, já que assim que ele perde suas inibições, ele passa a cometer crimes, dando a entender que o único motivo pelo qual o médico não fazia a mesma coisa era porque ele tinha inibições sociais.

O Soro Maldito está longe de ser a melhor adaptação de O Médico e Monstro, na realidade, O Soro Maldito é um filme bem mediano, que não tem muito a acrescentar, ainda que tenha um clima sombrio e uma cara de filme de terror antigo. Ele definitivamente não é um filme ruim, mas também não é exatamente memorável.

O longa tem boas atuações, como a de Christopher Lee, que interpreta o médico e o monstro, e consegue entregar essas duas personalidades bem diferentes, e tem uma produção suficiente, que funciona para o que o roteiro se propõe.

O Soro Maldito pode ser interessante para quem é fã do livro de Stevenson, porque é uma adaptação fiel, mas claro, não se compara a obra original, e embora distraia a audiência, é um filme esquecível.

Título no Brasil: O Soro Maldito

Título original: I, Monster

Direção: Stephen Weeks

Gênero: Terror

Ano: 1971

Duração: 1h 15min

Elenco: Christopher Lee, Peter Cushing, Mike Raven, Richard Hurndall, George Merritt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s