livros

A Rainha dos Condenados, Anne Rice

“- Digo-lhe de coração, a vida é melhor que a morte”.

Lestat vai fazer um show com sua banda de rock, e uma série de vampiros, despertados por sua música, pretende se reunir no evento. Enquanto isso, um grupo de pessoas passam a sonhar com duas gêmeas ruivas, que enfrentam uma tragédia terrível.

Mas a música de Lestat também despertou Akasha, a rainha dos vampiros, que tem um plano para exterminar os humanos e transformar o mundo vampiro em uma sociedade matriarcal.

A Rainha dos Condenados é o terceiro volume de As Crônicas Vampirescas, precedido por Entrevista com o Vampiro e O Vampiro Lestat.

A Rainha dos Condenados começa quase no mesmo ponto em que O Vampiro Lestat terminou e segue Lestat, o protagonista do livro anterior, enquanto ele se prepara para um grande concerto com a sua banda, composta por mortais. Lestat é o segundo vampiro a admitir sua verdadeira natureza, tanto em sua música, quanto no livro O Vampiro Lestat, que é o mesmo que nós lemos, antes dele, seu antigo parceiro, Louis de Pointe du Lac escreveu Entrevista com o Vampiro, que também é o mesmo livro que lemos, mas que foi tomado pelo universo de As Crônicas Vampirescas como ficção.

Como as músicas de Lestat falam abertamente sobre vampirismo, a banda atrai vários vampiros, que querem ir ao show. A parte um de A Rainha dos Condenados é focado nesses vampiros que estão se encaminhando para o show, então, conhecemos uma série de personagens novos e diferentes, Rice realmente mergulha nas histórias deles, falando sobre suas vidas atuais, pregressas e como eles se tornaram vampiros.

Mas tem uma série de coisas acontecendo em A Rainha dos Condenados, como por exemplo, várias pessoas que passam a sonhar com duas irmãs gêmeas ruivas, que são submetidas a uma tragédia terrível, os sonhos são assustadores e perturbam todos os que os tem. Além disso, o livro apresenta Jesse Reeves, uma jovem mulher com um passado misterioso e que faz parte de uma ordem chamada Talamasca, que investiga fenômenos e criaturas sobrenaturais. Recentemente, a Talamasca começou a desconfiar que tanto Entrevista com o Vampiro, quanto O Vampiro Lestat não são livros de ficção, e Jesse está pesquisando a existência dos vampiros.

O grande acontecimento do livro, no entanto, é o despertar de Akasha, que é a rainha dos condenados, e a mãe de todos os vampiros. Lestat a conhece porque em determinado momento da sua vida bebeu o sangue de Akasha, mas ela tem origens bem mais antigas. É através de Akasha que Rice explica a origem dos vampiros, que data do Egito antigo. Akasha também tem como plano exterminar os humanos da terra, e criar uma sociedade composta por vampiros, onde as mulheres seriam as chefes.

A Rainha dos Condenados tem ainda o retorno de vários personagens que aparecem nos livros anteriores, como Armand, o vampiro com aparência de adolescente, Marius, e Daniel Molloy, o jornalista que entrevistou Louis em Entrevista com Vampiro e que no universo da série é o autor do livro, Daniel atualmente é amante de Armand. O livro também cita outros personagens, como o próprio Louis, e Claudia, a vampira criança, criada por Lestat e que ele e Louis criavam como filha, de quem sabemos mais detalhes em A Rainha dos Condenados.

A obra é interessante justamente em função desse mergulho que ela faz na origem dos vampiros, mas uma vez, fica claro que a trama não só é muito bem-pensada, como foi planejada do começo até o fim por Rice, tudo se conecta de uma maneira tão clara que é óbvio que a autora tinha toda essa história na cabeça desde que começou a escrever. As Crônicas Vampirescas são praticamente uma mitologia dos vampiros.

Os livros também se conectam perfeitamente, e isso é mais fácil de ver de Entrevista com o Vampiro para O Vampiro Lestat, já que cada livro tem como personagem uma pessoa diferente, embora as tramas se conectem. Aqui o protagonista segue sendo Lestat, mas alguns personagens retornam e outros são apresentados.

No entanto, a leitura segue lenta, como acontece nos volumes anteriores, e a o livro é longo, o que pode deixar tudo um pouco cansativo, mas como A Rainha dos Condenados segue muitos personagens diferentes, existe a possibilidade de se interessar mais por uma ou outra trama, aqui, por exemplo, a história que mais chama a atenção é a de Jesse. Nesse sentido, A Rainha dos Condenados é menos lento que O Vampiro Lestat, ainda que Entrevista com o Vampiro seja o mais interessante da série, porque apresenta esse universo e porque segue o período mais instigante de toda a trama de Rice.

A Rainha dos Condenados, sem dúvida, tem seus méritos e faz parte da série de Anne Rice que revolucionou a literatura vampiresca, mas é um livro um pouco lento e que pode cansar o leitor com o tempo, ainda que seja notável o quão incrível é a história que a autora criou.

Título no Brasil: A Rainha dos Condenados

Título original: The Queen of the Damned

Autora: Anne Rice

Tradução: Eliana Sabino

Gênero: Terror, Fantasia

Ano de lançamento: 1988

Editora: Rocco

Número de Páginas: 592

Foto: Fernanda Cavalcanti

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s