livros

Olga, Fernando Morais

“A fábula de que a mulher é um enigma foi inventada precisamente para justificar as atrocidades da civilização masculina contra ela. Não há nada mais facilmente acessível que a alma da mulher. O homem, porém, finge não entendê-la a fim de furtar-se de uma soma de enormes deveres para com ela” – Heitor Lima

Olga é a biografia de Olga Benário Prestes, revolucionaria comunista, nascida na Alemanha, e que veio ao Brasil enviada pela internacional comunista, para apoiar o partido comunista brasileiro. Aqui se apaixonou e casou com Luis Carlos Prestes, também membro do partido.

Mais tarde os dois foram presos pelo governo de Getúlio Vargas e Olga, que era judia, foi enviada para a Alemanha, e presa em um campo de concentração, enquanto estava grávida.

olga03

Olga começa na adolescência de Olga, quando ela se junta ao partido comunista, aos 15 anos. No princípio, ela não é muito bem-vinda, porque vem de uma família de classe alta e os outros membros do partido não veem muito sentido na vontade de Olga de participar, mas logo eles percebem que as intenções dela são sinceras e que ela pode ser uma boa arma, se usada de maneira correta. Olga começa a crescer dentro do partido e cada vez ganha mais missões.

Ela acaba indo morar em Berlim, com Otto Braun, deixando sua família para trás,  onde se sobressai ainda mais. O partido então, determina que Olga vá para o Brasil, apoiar o partido comunista brasileiro, para isso, ela tem que fingir que está casada com Luis Carlos Prestes.

Os dois de fato se apaixonam e passam a viver no Brasil, onde se tornam membros ativos do partido comunista e acabam presos.

olga01

Olga é uma biografia nos termos clássicos, o autor Fernando Morais, nos dá informações sobre a vida de Olga e suas relações e tudo isso é passado de maneira prazerosa, como se estivéssemos lendo um romance, mesmo que muitos dos fatos narrados, sejam terríveis e assustadores.

Fica claro que o autor fez muita pesquisa e entrevistou muita gente para conseguir estabelecer com clareza a vida da biografada. Diferente de muitas biografias, Olga não parece mostrar muitas dúvidas sobre o que narra, ou mesmo falar claramente que não tem informações sobre algum período, o que sugere ou que existem muitas informações sobre Olga, inclusive do seu período de adolescência ou que Morais fantasiou pequenos pedaços do livro.

De uma maneira ou de outra o livro é muito interessante, primeiro porque narra a história extraordinária de uma grande mulher. Olga se sobressai no partido comunista nos anos 20, quando as mulheres não tinham muita expressão na sociedade de uma maneira geral, mesmo que no comunismo, na teoria, a questão do machismo não seja tão marcante – afinal, na concepção dos comunistas, todos os indivíduos são iguais, independente do seu sexo – ainda é uma grande conquista.

olga02

A história dela então, é ainda mais interessante. Vem para o Brasil, lutando por uma causa, conhece seu marido, se casa, engravida, acaba presa e enviada de volta para Alemanha, porque o governo de Getúlio Vargas apoiava o regime nazista. Claro que a vida de Olga tem aspectos muito tristes e terríveis, mas ela também é uma vida de luta e de extrema devoção aos ideais, o que é admirável, mesmo que o leitor não concorde com eles.

Olga não entra tanto na vida pessoal de Olga, ele fala naturalmente de coisas que interferem na luta da biografada, como a relação com Prestes e a gravidez, e também não fala sobre a infância de Olga, o que é uma pena, mas é muito completo nos períodos que ele apresenta. É uma pena que tudo se passe muito rápido, já que logo passamos da adolescência de Olga, para a sua vida adulta e para a sua prisão, que é onde Morais passa mais tempo.

A leitura no entanto, flui muito bem, embora trate de temas pesados e seja um livro bem triste e o leitor ficar preso nela e acaba lendo o livro de maneira rápida. Morais escreve bem e a sensação que se tem é quase como se estivéssemos lendo um romance.

olga04

A edição da Companhia das Letras, também vem com muitas fotografias, não só da biografada, como também das pessoas e lugares que fizeram parte de sua vida, como Prestes e a filha dos dois, Anita.

Olga narra uma parte importante da história e só por isso, já é um livro interessante e importante, a escrita de Morais torna a leitura muito melhor e é impossível negar a força de Olga Benário Prestes depois da leitura.

Título no Brasil: Olga

Autor: Fernando Morais

Gênero: Biografia, História

Ano de lançamento: 1985

Editora: Companhia de Bolso

Número de Páginas: 328

Fotos: Fernanda Cavalcanti

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s