livros

O Apanhador no Campo de Centeio, J. D. Salinger

Holden Caulfield acaba de ser expulso da escola e ao invés de voltar para a casa imediatamente e lidar com a raiva de seus pais, ele resolve vagar pela cidade, enquanto encontra velhos amigos e professores e pensa no futuro.

O Apanhador no Campo de Centeio é sem dúvida nenhuma, a obra mais famosa de J. D. Salinger e é constantemente citado nas listas de melhores romances do século XX, por isso, é natural que a expectativa em cima dele seja enorme.

A história, no entanto, parece simples, embora obviamente não seja. Em O Apanhador no Campo de Centeio, acompanhamos Holden Caulfield, que inclusive narra o livro do seu ponto de vista em primeira pessoa, um adolescente angustiado e revoltado, que sente que não se encaixa em lugar nenhum e que ninguém o compreende.

Logo no começo do livro, ele é expulso da escola e com medo da reação dos dois pais, resolve ficar perambulando pela cidade ao invés de voltar para casa. Nesse meio tempo, ele pensa e sonha com seu futuro e encontra uma série de pessoas, algumas que ele já conhecia, como uma ex-namorada e alguns antigos colegas de escola, e outras que ele conhece pela primeira vez, como a jovem prostituta Sunny.

O Apanhador no Campo de Centeio é um livro mais reflexivo, cuja intenção é retratar o que se passa na cabeça de Holden, e automaticamente, de boa parte dos adolescentes. Embora o protagonista viva em um lugar bem específico e em uma época especifica e tenha questões que dizem respeito a sua vida particularmente, seus sentimentos de raiva, angústia e indecisão são comuns a quase todos os adolescentes, por isso é fácil compreender e se identificar com Holden.

Justamente por isso, a obra também não tem muitas reviravoltas ou plot twists, ela acompanha esse final de semana na vida de Holden, enquanto ele tenta se entender e fazer com que outras pessoas o entendam ou até mesmo, expliquem quem ele é para ele mesmo. Além do mais, o livro retrata a vida de um adolescente de dezessete anos e por mais que ele esteja solto pela cidade, sem a supervisão dos seus pais e fazendo coisas que adolescentes normalmente não fazem, sua vida é sim um pouco tediosa, e Salinger parece querer mostrar isso também.

Holden sonha com o momento que sua vida vai se tornar empolgante e divertida, mas por enquanto só pode viver o que lhe aparece pela frente, que é uma série de reencontros com pessoas que não o compreendem, um programa com uma prostituta que o deixa deprimido e alguns momentos com sua irmã mais nova, Phoebe, que parecer ser a única pessoa que o entende e que o vê como um herói.

Certamente o sucesso do livro se deve ao fato dele conseguir retratar com bastante acuracidade a fase da adolescência e todos os questionamentos que surgem nessa época, O Apanhador no Campo de Centeio foi inicialmente pensado para o público adulto, mas acabou fazendo bastante sucesso entre os adolescentes, talvez porque exista um reconhecimento quase natural com Holden, o angustiado, irritado, revoltado e entediado adolescente do livro.

Apesar disso, o livro é um pouco monótono, porque mesmo ele sendo repleto de pensamentos e digressões de Holden, pouca coisa de fato acontece, ao leitor, que vive uma vida tão mediana quanto o protagonista, cabe sonhar com ele pelos dias melhores que virão. Claro que a trama pode funcionar muito bem para quem é adolescente e se vê quase que no mesmo lugar que Holden, para quem é adulto, o livro já não surte tanto efeito, mesmo que seja possível lembrar de como era ser adolescente.

A escrita de Salinger é ótima e o estilo que ele emprega no livro é bem interessante e combina muito com a trama que ele quer contar, nos permitindo passar toda a história completamente colados em Holden, a leitura é fácil e rápida, mesmo que o livro não seja repleto de ação.

O Apanhador no Campo de Centeio é um clássico e sem dúvida nenhuma é bem escrito e retrata muito bem os sentimentos comuns aos adolescentes, mas a falta de movimentação e a extrema expectativa pela fama do livro, podem causar um pouco de decepção para quem espera uma obra que vai mudar a vida de quem a lê.

Título no Brasil: O Apanhador no Campo de Centeio

Título original: The Catcher in the Rye

Autor: J. D. Salinger

Tradução: Caetano W. Galindo

Gênero: Clássico, Young Adult

Ano de lançamento: 1951

Editora: Todavia

Número de Páginas: 256

Foto: Fernanda Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s