Crime real, série

5 séries documentais sobre crimes reais – parte VI

1- Crimes Grandiosos: Jodi Arias (2018): No dia 4 de junho de 2008, o corpo de Travis Alexander foi encontrado em seu próprio quarto, ele tinha sido baleado, esfaqueado mais de vinte vezes e sua garganta tinha sido cortada. Alexander era aparentemente um jovem exemplar, que era membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por isso, ninguém conseguia imaginar porque alguém o mataria daquela maneira, até que os amigos dele citam Jodi Arias, uma ex-namorada de Alexander, com quem ele ainda se encontrava.

A polícia então começa a investigar Arias, que jura ser inocente, e a relação dos dois e descobre uma história de mentiras, sexo, perversão e violência.

2 – Um Monstro como Nunca se Viu (2019): Em agosto de 2013,o casal de namorados Kala Brown e Charles David Carver desapareceu depois de serem contratados para limparem a casa de um homem chamado Todd Kohlhepp. Em novembro, a polícia encontrou Brown acorrentada as paredes de um bunker, na propriedade de Kohllepp. Segundo Brown, Kohllepp tinha matado Carver e então prendido Brown, a estuprando diariamente e a ameaçando para que ela não tentasse fugir, o corpo de Carver foi encontrado na propriedade de Kohllepp.

Quando as investigações começam, no entanto, a polícia se depara com mais uma série de mortes que estão ligadas a Kohllepp.

3 – Aileen Wuornos: A Mente de um Monstro (2020): Aileen Wuornos é uma das poucas serial killers mulheres de que se tem conhecimento e é justamente por isso que ela é tão famosa. Wuornos é acusada de matar sete homens, que ela encontrava na estrada, mas acredita-se que ela começou matando homens que a tratavam mal durante os programas, quando ainda trabalhava como prostituta.

Pelo seu passado cheio de violência, Wuornos foi abraçada pelo movimento feminista e durante todo o seu julgamento alegou que não era uma serial killer e sim uma mulher que precisou se defender. A série acompanha a vida de Wuornos e seus crimes.

4 – Crimes Grandiosos: A Escada (2018): No dia 9 de dezembro de 2001, o escritor Michael Peterson liga para a emergência dizendo que encontrou sua esposa, Kathleen, caída no fim da escada da casa do casal, ele diz que imagina que ela despencou da escada e se machucou. Kathleen morre ali mesmo e a história de Michael soa cada vez mais absurda assim que a polícia vê o sangue na cena de crime e chega à conclusão de que provavelmente Kathleen foi espancada antes de cair da escada.

Michael se torna o principal suspeito do caso quando descobrem que ele vinha marcando encontros com um rapaz e que Kathleen não só não sabia dos encontros, como também não sabia que o marido era bissexual. Michael, no entanto, insiste que sua esposa sabia dos seus encontros extraconjugais e que é inocente. Os filhos de Michael, inclusive duas filhas que ele adotou, acreditam no pai, enquanto a filha de Kathleen, Caitlin Atwater, que também vivia com o casal, passa a considerar o padrasto culpado.

A situação piora para Michael quando a polícia descobre que outra mulher do passado de Michael também morreu depois de cair da escada e que Michael foi a última pessoa a vê-la com vida.

5 – Mistério ID: O Caso Heather Elvis (2020): Heather Elvis, de vinte anos, desaparece misteriosamente e sua família não faz ideia do que pode ter acontecido com a jovem, que parecia não ter nenhum inimigo.

Até que a polícia descobre que Elvis tinha terminado, recentemente, um relacionamento conturbado com Sidney Moorer, um homem casado de trinta e sete anos e começa a investigar ele e sua esposa, chegando em um plano sinistro e absurdo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s